Coração criança

Alberto Cohen

Bem melhor não tivesse um coração
que inventa só mentiras e esperanças,
fazendo-nos um par nas contradanças
do sim que ainda baila com teu não.

Ou fosse ao menos tão petrificado
que jamais entregasse docilmente
fantasias que um velho adolescente
sonhou brincar contigo lado a lado.

Pois se visto um sorriso, vestes pranto,
e se choro sozinho no meu canto
escuto gargalhadas que são tuas.

Na verdade és feliz e tens o mundo,
eu vago, menestrel e vagabundo,
a procurar no céu perdidas luas.

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.