Pois se me querem assim...

AlbertoCohen

A cédula,
a flâmula,
a pátina,
a tática,
são faces, disfarces, múltiplos disfarces
de um podre poder.
O pêndulo,
o crédulo,
o flácido,
o tímido,
têm nas mãos o tempo de criar destempos
para o espelho ler.
O Cérbero,
o célebre,
a cátedra,
a cúpula,
forjam ferramentas, cegas ferramentas
que fazem não ser.
Pávulos,
céticos,
pérfidos,
proféticos,
posam de balanças e conferem o peso
de quem vai vencer.

 

.~.~.VOLTAR.~.~.