Reconstrução

Alberto Cohen

Nos seus braços, mulher, eu recomponho
tudo aquilo de mim que foi perdido
nas batalhas sem lógica ou sentido,
no pesadelo a se fazer de sonho.

Arquiteta que junta meus pedaços
e novamente faz-me todo, inteiro,
com argamassa de amor verdadeiro
reconstrói-me das mágoas e cansaços.

Matéria-prima sou da engenharia
que me dá pronto cada santo dia
para enfrentar a vida que é tão dura.

E lá vou eu com a cabeça erguida,
obra quase perfeita construída
usando não compasso, mas ternura.

 

.~.~.VOLTAR.~.~.