Saudades

AlbertoCohen

Hoje o dia vestiu-se de tristeza,
sufocado pelo sôfrego amanhã.
As roupas e os pertences sobre a cama
vão sendo lentamente devorados
pelas famintas malas de viagem.
As trêmulas saudades, essas não.
Agarram-se conosco e, soluçando,
dizem que nunca mais nos deixarão.
São apenas crianças, nem percebem
que o tempo é um demolidor de histórias
bonitas que nasceram para eternas.
Quem sabe, no depois e na distância,
elas serão lembranças muito antigas
que perderam o jeito de saudades.

 

.~.~.VOLTAR.~.~.