Visitantes

AlbertoCohen

O lado escuro da lua
hoje veio visitar
o olhar que já não sonha,
a boca que não declama
versos de inútil buscar.
E o fim da rua do tempo
fez questão de se aninhar
em braços que não abraçam
gente jamais existente,
metade eterna de um par.
Sombras, caminhantes sombras
perdidas do seu lugar.

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.