Participantes

 

01 - Ilze Soares
02 - Hebe Silva
03 - Antonio Barroso(Tiago)
04 - Marcial Salaverry
05 - Vera Hernandez
06 - Ângela Conde
07 - Ruth G, Sivieri
08 - Humberto - Poeta
09 - Mifori
10 - Zenaide Giovinazzo
11 - Borbollettah
12 - Roze Alves
13 - Mª Thereza Neves
14 - Maysa
15 - Cida Micossi
16 - Pedro Valdoy
17 - Cássia Vicente
18 - Eri Paiva
19 - Cida Micossi
20 - Marly Caldas
21 - Naidaterra
22 - Luiza Benício
23 - Antonio B.Pinheiro
24 - Ju Armos
25 - Rosa Rô
26 - Marlene V.Aragão
27 - Nilda D,Tavares

 

 

 

Fim de Tarde

Ilze Soares

A tarde se despede apressada,
a brisa fresca da noite aparece...
A moça volta do trabalho cansada.
O sol reluzente, no horizonte fenece.

Pássaros voam para seus ninhos,
as sombras escuras cobrem o chão.
Bate o portão da frente meu vizinho,
anunciando chegar no seu rincão.

Passeando solitária pela praia,
deixo a onda meus pés molhar.
Sinto no peito enorme euforia,
quisera o mundo inteiro abraçar!

Olho a lua cheia e prateada,
refletindo sua beleza no mar.
E eu, cada vez mais encantada,
jogo um beijo ardente pra ela levar...

A alguem muito, muito distante,
que por ele, aflito, está a esperar...
E antes que o sol no horizonte levante,
esse beijo ate meu amor precisa chegar.

 

 

FIM DE TARDE

Mais um dia que esta se acabando...
Luzes sendo acesas...
O silêncio tomando conta de tudo...

Debruçada na janela
Olho as estrelas que brilham
A lua tão bonita!...

Nesse instante penso...
Sera que em algum lugar
Ele também esta olhando agora
Para a lua...
Sera que também pensa em mim?

Fecho meus olhos
E imagino
Eu e ele
Um dia juntinhos
Admirando a lua e as estrelas
Em muitos finais de tarde...

Hebe.
25/10/2008

 

 

Fim de Tarde

Fim de tarde,
o sol é uma enorme bola alaranjada
e o raio que some, já não arde
no rosto e na cabeça descoberta.
Ao longe, há vermelhos em profusão,
na perfeita comunhão
dum arco que, com o azul, se mistura.
É o momento, a altura
em que a consciência alerta
para a análise do dia,
e tenta um balanço do deve e haver.
E então, a alma apregoa,
porque não é pequena,
que vale a pena viver,
pois já diz Pessoa...
tudo vale a pena...

António Barroso (Tiago)

 

 

AMAR AO POR DO SOL

Marcial Salaverry

Amar ao por do sol...
Amar o por do sol...
Por do sol... poente do sol...
Que não seja o poente do amor...
Amar num poente sol...
abraçadinhos deitados num gramado,
olhando o céu meio de lado,
trocando beijinhos apaixonados,
amando amar assim deitado,
tendo o chão como acolchoado,
e o céu como cobertor...
Acho que é assim o amor...
Assim é o amor de verdade,
aquele que traz felicidade,
e depois deixa uma doce saudade...
O amor assim amado,
com tanto calor vivenciado,
com esse tesão apaixonado,
é um amor que deve ser vivido,
que deve ser mantido,
e não deve ser perdido...

 

 

AMAR AO POR DO SOL

FIM DE TARDE

Vera Hernandez

Interessante, vida minha...
Ontem esperei você no final da tarde
à beira-mar.
O sol já estava se pondo,
contemplei o horizonte,
pensei muito em você,
mas você não apareceu.
Onde andavas, amor meu?
Que fazias?
Que pensavas?
Com quem estavas?
Te esperei com tanta serenidade
no meu coração porque sabia
que irias chegar mais tarde ou mais cedo.
Não importava...
O que importava é que sentia
ainda tuas carícias...
Ainda tinha em meus lábios
o sabor do teu sexo.
Em meu corpo o aroma do teu perfume.
Sentia-te dentro de mim...
Sentia tua loucura pelo meu corpo...
Teu desejo frenético de sempre
querer mais e mais.
Eras um pedaço de mim...
Um pedaço do meu corpo...
Tuas mãos carinhosas
me percorriam mesmo sem
tua presença amada.
Mas,
que bom, meu amor,
chegastes e fizemos
amor novamente com todo desejo
imaginável e suportável.
Nos adoramos. VIDA!
Te quero com loucura...
Te quero com doçura...
Te quero cheio de desejo...
Te quero exatamente da maneira que és...
Cheio de amor pra dar...
Cheio de tesão por mim...
Estou aqui, vem...
Te espero...
No final da tarde, à beira-mar.
Vem, vida minha!
Esse meu amor...
Esses nossos finais de tarde...
São minha loucura!

 

 

Fim de tarde...

Angela Conde

O sol vai lentamente
recolhendo os seus raios
da terra...
O céu nesse instante
se veste de exuberantes cores;
Ouve-se no ar um planger de sinos
e a revoada dos pássaros
voltando para os seus ninhos.
É uma hora divina
para a maioria dos cristãos,
que entram em comunhão com Deus
através da oração da Ave Maria!
Despedimos então do dia a morrer,
renovados para um outro entardecer...

 

 

Noite Chegando

Ruth Gentil Sivieri

O dia é findo e a noite chega esplendorosa
A lua grandalhona se aproxima dolorosa,
Enquanto na escuridão despontam as estrelas,
Resplandecendo sem que o céu possa contê-las.

E essa lua com a bocarra bem aberta
Que tenta engolir a nuvem inda deserta
Num ímpeto avança como um raio
E na sofreguidão, tomba num desmaio.

As estrelas iluminando aquele céu
Zombam e saltitam qual um corcel
Deixando rastros luminosos de um cometa
Que cá da terra nem precisa de luneta.

Lua e estrelas em luta renhida
A nuvenzinha que era perseguida
O seu sono dormia, tranqüila e serena
Ao lado de uma estrela bem pequena.

 

 

TARDE

(à minha esposa in memorian)

Humberto Rodrigues Neto

Vê, meu amor, que penumbra incompleta
veste de púrpura a tarde indecisa:
já paira em tudo meia luz discreta
e as aves fogem no soprar da brisa...
Nesta varanda, de ilusões repleta,
que a tarde mansa a declinar suaviza,
nosso romance sobre nós projeta
um céu de amores que nos diviniza...
Tal como a tarde, a fugir sem alarde,
nós temos percorrido iguais caminhos
sem que um tropeço o nosso passo tarde...
E um dia tornaremos cá, juntinhos,
pra ver o alvorecer de alguns netinhos
enquanto for morrendo a nossa tarde!

 

 

TARDE QUENTE

Mifori

Pensei que fosse ilusão.
Mas, tudo era verdadeiro:
O pulsar do coração,
Aquele olhar matreiro,
Uma forte emoção!
Na voz de seresteiro,
A expulsar a solidão,
O cupido foi certeiro!
O céu vestiu-se de dourado
Com raios alaranjados se enfeitou.
Num grande abraço, acarinhados,
Com ardor, nosso amor germinou!
Naquela tarde quente de outono
Quando o vento morno soprou
Meu coração sem sono
Com o novo amor vibrou

 

 

FIM DE TARDE

Zenaide Giovinazzo

O sol se põe,
pássaros arrulham,
voltam ao ninho.
Espero-lhe!
Beijos e afagos
aguardam
sua presença.
O desejo
invade meu corpo,
úmida e apaixonada
sou o seu porto!
SP 18/01/09

 

 


FIM DE TARDE

Fim de tarde, um encontro de repente
você me olhou de um jeito diferente
no seu sorriso quase me perdi
fiquei imaginando só nós dois aqui...
Isto é realidade ou fantasia
estou viajando numa onda de alegria
me abraça e diz que não é ilusão
que não é fruto da minha imaginação
que este sentimento existe na vida real
e que aconteceu de um jeito especial.

Borbollettah Sandra Regina

 

 

Fim de Tarde

Roze Alves

E num remoto fim de tarde
Lindo, brilhante, pomposo
Você confessou por mim o seu amor
Ah!...fui naquele momento
a mais feliz de todas as meninas
Como é bom lembrar a infância
Sentados cada qual em seu balanço
Nossos risos felizes ecoando alto no quintal
E eu aceitei e também lhe prometi meu amor
O sol logo se escondeu, mas o nosso amor viveu
Ele se manteve firme, algum tempo durou
Não acabou junto com a brincadeira
Quando minha mãe me chamou
Para sua casa lhe mandou
E para dentro da minha me colocou
E do nosso amor, ela nunca desconfiou.

19/01/2009

 

 

Anoitecendo...

Maria Thereza Neves

Há ainda contornos de luzes
olhando para mim
na verdade que se esconde em desordem
nos sentimentos sentidos que não decifro.

Na bagagem que levo
no peito cheio de vida
dos curtos momentos
que se perdem em labirintos.

Há um grito entalado
uma saudade
uma dor e um riso rasgado
abandonados no infinito
anoitecendo em silêncio
na mente cheia de nuvens
em cada tarde que ainda me resta
nos fiapos-finais de luzes.

 

 

Fim de Tarde

Momento lindo que o sol se põe...
E logo, a beleza do crepúsculo!
Que nos mostra tons variados de cores...
Instante único de cada dia!
Que longe divagamos em pensamentos...
Lembrando de sonhos e amores!
Em estado de meditação profunda...
Nem percebemos o anoitecer!...

Maysa

 

 

Fim de tarde

Cida Micossi

Fim de tarde me traz nostalgia
Uma saudade que me contagia
Sinto mesmo é que eu nasci triste
A tristeza desde sempre em mim existe

Quando o sol se põe no horizonte
E as rubras cores no céu apontam
Anunciando a chegada da noite
As lembranças no peito remontam

Acho mesmo que já nasci assim
Como o fim de tarde que deixa saudade
Quem sabe um dia o vazio em mim
Dará lugar para a tal felicidade?

Santos, 22/01/2009

 

 

Fim de Tarde

Pedro Valdoy

No descair do dia
as flores continuavam sorridentes
com a grande amizade
de umas simples abelhas

A escuridão em breve viria
no cansaço de um novo dia
recheado de esperanças
na vitalidade infantil

O cansaço estava previsto
no fim do dia sorridente
onde as horas rodavam sem parar
na esperança de um novo dia.

 

 

FIM DE TARDE

Cássia Vicente

O sol ainda insiste
no final desta tarde
quente de verão...
meu corpo pede a noite,
quer se camuflar na escuridão
dos sonhos...
...únicos que podem trazer o sol
para aquecer minha saudade...

 

 

FIM DE TARDE

Eri Paiva

A tarde que cai assim serena e fria,
Pintando um cenário tão encantador
Traz-me grande saudade e nostalgia
De felizes e ternos momentos de amor.

Ficar imersa em tão boa lembrança
Nem sinto mesmo o passar do tempo!
Se o coração tão bons momentos alcança
Muito mais alcança o meu pensamento !

Revejo-me envolta em apertado abraço
Que me deixava feliz e ofegante
En fins de tarde a esta semelhante...

E cada vez que a tarde morria,
Daqueles braços eu me desprendia,
Como se desprende para sempre o laço.

Em 22.01.2009

 

 

Fim de tarde

Dia de Natal...
Silêncio quebrado apenas
pelo canto triste da cigarra
ferindo meu coração.


Por que acho triste?
Será que me identifico com esse canto?
Logo a seguir ela pára.
Terá encontrado seu parceiro?
Terá sua busca se findado?
Terá ela estourado de tanto cantar, como dizem?


Não tenho a resposta;
o que tenho
é um profundo sentimento
de cumplicidade, de identidade
com esse canto triste
que tanto me fascina
que tanto me chama a atenção.

Cida Micossi

 

 

Fim de tarde

Marly Caldas

Fim de tarde
de um dia chuvoso
O dia chorou sem parar
E o entardecer cinza e triste ficou
E não entendeu
O porque de tanta tristeza
Ele que espera sempre por um lindo por de sol
tentou entender a razão de tanta tristeza
E agora o dia chora todos os dias
E estraga a sua cena
tão acostumado estava o entardecer
a ser aplaudido até a noite chegar
E se recolhe triste como eu
Esperando por um novo dia de sol chegar...

 

 

FIM DE TARDE

A brisa é quente...
Há um perfume, um aroma
de flores secas e, ao som
de um riacho que corre
na distância despeço-me
desta linda tarde...
Quem sabe com o cair da noite
eu continue embalada
por esta magia que findou...

Naidaterra

 

 

NAS ASAS DA IMAGINAÇÃO

Quando sonhamos dormindo,
Quando sonhamos acordados,
Ou quando voamos na nossa imaginação...
Tudo pode acontecer do nascido em nosso pensamento:
Escrevemos muitas vezes nossos sonhos
Nossos versos,
Nossas estórias
E tudo o que nos vem a mente...
Nas asas de nossa imaginação!

Luíza Benício

 

 

Entardecer...

O sol no céu azul vai baixando
Ao se aproximar o entardecer,
As gaivotas em bando vão voando
No ciclo migratório do seu viver.

Ondas revoltas, na areia vão rolando,
Após outras...num eterno suceder
E em seu vai-vem, as dunas alisando
Da areia, onde o sonho foi lazer...

E a pouco e pouco a praia esvaziando.
Que vai restar então? Que vai ficar?
Só esse som das ondas susurrando,

À praia amiga, no ciclo das marés,
Que a lua muito em breve irá banhar
Num luar de prata... uma e outra vez...

António Boavida Pinheiro

 

 

Tarde

Sumir nesta tarde
anunciando outonos
e buscar na praia
a concha devolvida
do meu sonho mais bonito...

Confundir nesta tarde
prenunciando sonos
e deixar na areia
a estrela- do -mar esquecida
do teu sonho bendito...

Persistir nesta tarde
conjurando retornos
e levar ao oceano
a lua recem nascida
do nosso sonho proibido...

Ju Armos

 

 

QUANDO O SOL DESAPARECE

O sol passou como passam
os dias em nossas passagens
pelos dias já passados
A lua chegou com medo
só mostrou sua metade
Olhou cuidasomante
o dia se despedindo
para iluminar outros prados
O amor, às vezes passa
pela vida como o sol
mas não volta no outro dia
Porque a noite sem lua
Fez morada permanente
No lado escuro da gente
Nas nuvens negras do céu.

Rosa Rô

 

 

Fim de tarde

Este dia já se foi.
Leva consigo a tristeza
Mas a visão se alegra, oi!...

Surge a tarde, com leveza
Que traduz uma bênção
Vem trazendo pureza.

Completando a doação
Deus envia um fim de tarde
Pleno de fascinação:

Você me beija sem alarde!...

Marlene Vieira Aragão

 

 


Final de tarde.

Tarde quente de janeiro...
As montanhas... O infinito...
Relembro o amor primeiro
E um céu azul tão bonito!

Olhando os doces olhos teus
Embevecidos de amor,
Eu via os olhos meus
E sentia o teu calor!

Na terna tranqüilidade
Do final daquela tarde
Vimos quando o sol se pôs!

E um beijo enamorado
Roubou, no nosso passado,
A inocência de nós dois!

Nilda Dias Tavares.
RJ

 

 

Arte Lu Bispo

Edição Mara Pontes©

 

.~.~.VOLTAR.~.~.