PARTICIPANTES

 01 - Ilze Soares
02 - Malu Novo
03 - Hebe Silva
04 - Naidaterra
05 - Clara da Costa
06 - Marcial Salaverry
07 - Isabel Passos
08 - Marly Caldas
09 - Vera Hernandez
10 - Cássia Vicente
11 - Augusta Melo
12 - Antonio Barroso (Tiago)
13 - Helena Luna
14 - Zenaide Giovinazzo
15 - Roze Alves
16 - Luiz G. Bezerra
17 - Iza Mota
18 - Sandra Galante
19 - Mª Lourdes Brecailo
20 - Arneyde T. Marcheschi
21 - Marlene V. Aragão
22 - Nicola Araujo
23 - Eduardo S. Ferreira
24 - Cibele Teixeira

 

 

 

 

Nem Santa, Nem Louca

Ilze Soares

Não marco bobeira
Nem durmo de touca
Sou mulher, sou faceira,
Nem santa, nem louca...
Se caio, logo levanto,
Não faço choradeira.
Às vezes canto,
Em outras...sou muda.
De carne e osso,
Faço o que posso
Pra não ir ao fundo do poço!
Uma coisa eu garanto:
Sou humana!

 

 

 

 

Nem santa, nem louca

Não sou santa
Assumo os meus pecados
No olhar escancarado
Nos sinais declarados
No rosto suado
No beijo roubado
Não sou louca
Apenas um pouco solta
Quando a vontade
À queima roupa
Invade-me sem querer
E faz meu corpo doer
De desejar ter você!...

Malu Novo

 

 

 

 

Nem Santa, Nem louca

Tinha uma mulher
Dentro de mim
Que eu desconhecia
E que no momento exato
Ela despertou...
Uma mistura de
Loba feroz
E gata manhosa...
Que chora...
Sorri..
Sofre...
Luta...
Fala...
E cala...
Brinca...
Cai...
E levanta...
Que ama...
Busca...
Mas sabe o que quer
Nem santa...
Nem louca...
Apenas mulher...

Hebe

 

 

 

Santa e louca

Naidaterra

Sou Santa pelo que sinto,
sou Santa porque sobrevivo,
sou Santa porque sofro
com as tagédias do dia-a-dia,
sou Santa porque sou filha
da lua, do sol e sou a
LOUCA
que acredita no fim da maldade, da hipocrisia e da traição mundana...
Sou a louca que acredita
na supremacia do bem e,
nesta loucura, aprendi
que posso amar e posso
entender que mesmo amando
os caminhos serão diferentes,
não distantes...
Sou louca por não aceitar,
mas compreendo que tenho que
escolher e optar...
Sou Santa... sou louca...
Sou humana...

 

 

 

 

LOUCA E SANTA

Clara da Costa

Louca ou santa,
louca e santa,
simplesmente
sou mulher e fêmea,
com defeitos,virtudes,
dores, alegrias,amores.

Assim, vou vivendo,
entrelaçando
a embriaguês da loucura,
com a santidade da razão.

 

 

 

 

ÉS AMOR

Marcial Salaverry

És amor simplesmente,
és amor, somente...
E para que mais?
Tendo essa capacidade,
tens a felicidade...
É esse o real viver...
tendo o amor em teu ser,
nada tens a perder...
Apenas aproveitar
a capacidade de amar...
Dom divino,
coisa do destino,
que nem todos entendem...
Nem todos sabem amar...
Nem todos sabem viver...
Amar, é como respirar,
para a felicidade conhecer...

 

 

 

 

NEM SANTA, NEM LOUCA

Isabel Passos

Santa não sou.
Diabrete de coração mole,
assim posso me definir...
Gostaria de, ao Mundo, distribuir
paz, amor, fraternidade, igualdade.
Utopia?
Fantasia?
Se sou louca
deixem viver esta loucura
com toda minha lisura...
Mas "de médico e de louco,
todos temos um pouco",
diz o ditado,
e, bem acertado...
Muito louca...
pouco louca...
não deixo fenecer...
Ajuda-me a viver
com alegria,
com humor e fantasia...
Até sou capaz de brincar,
dançar e muito cantar...
Sequer me preocupa o que possam falar...
Nem Santa, Nem Louca,
sou alguém que sabe o que quer...
sou apenas menina mulher...

 

 

 

 

Santa e louca

Marly Caldas

Nem louca ..nem santa...
já nem sei mais o que sou
depois que você me deixou
Santa nunca fui
louca só se de amor
Mas de um sentimento
certeza tenho
apaixonada
Isso sim por você sou
E você nunca reparou...

 

 

 

 

NEM SANTA, NEM LOUCA...

Vera Hernandez

Se louca sou, não sei!
Mas santa nunca fui!
Tenho cá minhas reservas
quanto a bancar a santa.
Sou muito carismática e até
muito prudente com meu semelhante...
Mas
às vezes saio fora de mim...
Perco a paciência...
Perco a vontade de ser comportada...
E vou dizendo...
Digo onde fui magoada...
Onde muito me magoaram...
Sou erótica e muitas vezes
deveras sensual!
Grito, escrevo, falo dos meus
amores e dos meus desamores.
Quando amo... Sou louca!
Quando deixo de amar, não sou nada...
Quem dera fosse santa
para calar.
Sou louca para dizer EU TE AMO!
Mas não sou santa para dizer
acabou, não te quero mais, não
aparece mais, cai fora, me deixa viver
em paz comigo mesma e com
todos que me rodeiam.
Esse meu não sou santa,
quem sabe louca!
É minha mais...
Estranha loucura de mim!

PS : EU TE AMO

 

 

 

NEM SANTA, NEM LOUCA

Cássia Vicente

Nem santa
nem louca
das duas
me reservo um tanto
santa?
só se for do pau oco.
louca?
me dou metade do dia.
Esqueço que sou normal,
ou quase,
quando estou na fase louca
boto a boca
no trombone aos quatro cantos.
Me recordo que sou santa,
um pouco,
quando cresço
as minhas virtudes.
Nem tanto ao céu
nem tanto à terra...
Prefiro planar no vento breve,
ser arrastada pela correnteza,
ou mesmo
rolar pela impureza do furacão.
Mesmo me tachando de louca
me acham santa
e quando me tacham de santa
me acho louca.
E viva a vida
loucamente santa!

 

 

 

 

Nem Santa nem louca

Quando estou com você esqueço as normas e ultrapasso limites...
Mas longe de você, vivo pela lembrança
de um momento que se foi...
E na esperança de um momento
que virá.
Meus pensamentos não são castos,
nem são devaneios,
não sou santa nem sou louca,
mas sou a medida real,
que está entre o teu e o meu querer.

Augusta Melo

 

 

 

 

Nem santo nem louco

Quando dizes: - Não me escapa!
e te agarras, como lapa,
se, de princípio, me encanta,
logo a paciência se apouca,
pois parecias uma santa
e te transformas em louca.
Depois finges, a preceito,
e é claro que eu aproveito,
não era preciso tanto
nem te dares, assim, tampouco,
porque eu, não sendo santo,
também não sou nenhum louco.

António Barroso (Tiago)

 

 

 

 

SOU COMO SOU

Se sou santa ou se sou louca,
que importância é que isso tem?
O que sou só interessa
é a mim, a mais ninguém.
Oro e choro se a dor
machuca explodindo em meu peito
mas também eu canto e rio,
às vezes, dias a fio
pois cantar é o meu jeito.
Santa ou louca, que importa
o que digam eu não ligo.
Só me importa é sentir
o calor da tua boca,
e teu braço me amparando
nos momentos de perigo.

Helena Luna

 

 

 

 

ETERNA DUAL

Zenaide Giovinazzo

Um pouco de santa,
outro tanto de louca,
e ambas se mostram
quando tiro a roupa...
A nudez inocente
deixa-me transparente
mostrando quem sou...
A parcela de louca
toma conta de mim
quando ao teu lado,
despida estou...

SP/04/09/09

 

 

 

 

Nem Santa, Nem Louca

Roze Alves

Não adianta reclamar
Tenho juízo, não vou titubear
Nem santa, nem louca
Quero muito é amar
Mas preciso meus limites respeitar
Seu papo doce, não vai me perturbar
Nem pense, minha boca não vai beijar
Seria devassa, se preciso fosse
Não sou santa e nem sou louca
Nada de ajudar a sua aposta ganhar
Pense outra coisa melhor
para provar que homenzinho está.

RJ: 07/09/2009

 

 

 

 

Nem Santo Nem Louco

Sem eira nem beira
Desenhei meus sonhos em você
Fiz um diário de segredos
Apaixonei-me pela sua beleza
Risquei no chão seu nome perfeito
Andei feliz sentindo seu cheiro
Parei em seus beijos.
Jungidos de paz seguimos as noites
Abraçados nos tornamos amantes
Já que não sou santo nem louco
De perder sua alma vibrante

LUIZ GONZAGA BEZERRA

 

 

 

 

LOUCA ou SANTA

Iza Mota

Sou louca quando digo não
sou louca quando não aceito o NÃO
quando sem medo estendo a mão
quando ao amor entrego meu coração
quando ao desconhecido sigo a direção
Sou louca por me atirar ao mar
por não deixar de amar...
E amar tão loucamente
... Incondicionalmente
que este amor há de me curar
e de Santa hão de me apontar.

Recife-PE

 

 

 

 

Nem santa ,Nem Louca

Sandra Galante.


Santa estou longe de ser!
Procuro sim,melhorar-me a cada dia.
Ser amiga de verdade sem hipocrisia...
Levar o amor e a paz nas minhas poesias,
Amar sem distinção e sempre que possível estender a mão.
Loucos todos somos...
Ainda mais nos dias de hoje!
Onde não temos mais nenhuma segurança e nem respeito...
Mas louca sou mesmo nos braços de quem amo,Volto a ser uma menina, me acho como fêmea,
Sou uma outra pessoa, o que eu quero é ser feliz.
Ou como santa ou como louca ,te amando pouco me importa.

 

 

 

 

Nem Santa... Nem louca...

M. Lourdes Brecailo

Tenho um lindo e bom coração...
Que pulsa na dor e no amor...
Mas a ser santa?... Estou longe...
E também não faço questão.

Louca?...Talvez seja um pouco...
Pela irresponsabilidade consciente...
Que feliz me leva na vida...
E que eu a deixo por gosto me levar.

 

 

 

 

Nem Santa Nem Louca

Nunca pretendi ser santa
nem tampouco louca....
Mas ao conhecer voce
mudei meu modo de agir
meu modo de pensar
meu modo de amar.
Perdi a conexão com o meu eu
passei a ser só nós...
faço mil estrepolias
vivo no mundo da fantasia.
Conhecer voce, viver essa paixão
me levou a perdição.
Hoje sem medo de ser senil
vivo os momentos loucos
e desvairados dessa grande paixão.

Arneyde Tessarolo Marcheschi
Vitoria.E.Santo 04/112009
www.vidtransparente.com.br

 

 

 

 

Nem Santa Nem Louca

Sonho com que essa Luz brilhará em tudo;
Contudo há muito vaso pontiagudo
Que rasga a roupa fere a pele, frio;
Consciência esvaída presencio...

Sonho com dia claro e assim me guio;
Basta de mágoas que não negocio
De seres sem razão; de sabe-tudo,
De ausência, de tristeza e ar sisudo.

Sonho com vento fresco, pena leve,
Com o manjar dos deuses na minha mesa,
Porque nada transcreve, nem subscreve...

Não sou santa nem louca, sou somente
Um ser que testemunha muitas dores,
Que quer consertar vasos, rir, e urgente!

Marlene Vieira Aragão

 

 

 

 

NEM SANTA, NEM LOUCA

Apenas uma mulher
Que vive um amor
Com todas as letras
Belas e imortais
Delicadamente passeio
De mãos dadas
Sob o clarão da lua
Iluminando as ondas
Lúdicas do mar
Que marulham nosso nome baixinho
Feito cantiga para enfeitiçar
O arrepio brota feito água da nascente
Na pele úmida e sente
Que não fenece na areia molhada
As pegadas de nós dois
O desejo vem ...
E se veste de luz
Arruma o leito
Com pétalas alvas
E deixa a pureza da nudez
Estampada na cara da noite
Que contempla ....
Este grande amor

Nicola Araujo

 

 

 

 

NEM SANTA, NEM LOUCA

Eduardo Samuel Ferreira

Qual será a mulher ideal?
Será aquela muito séria
ou a outra que leva a vida
de uma maneira informal.
Uma santa na sociedade
mas louca na intimidade
faz qualquer homem perder
a sua racionalidade.
Uma louca que saiba se comportar.
Uma santa que saiba se insinuar.
Existem mulheres tão lindas
que nem precisam se maquiar.
Nem santa, nem louca;
essa é a mulher ideal.
Aquela que só a lembrança
faz o homem passar mal.
Mulheres! Muitas de vocês não sabem
do poder que tem em mãos.
Basta apenas um sorriso
pra tirar a nossa razão.

 

 

 

 

Nem santa, nem louca

Cibele C. Teixeira

Nem santa, nem louca,
somente alguém que, ao cair da tarde,
lançou-se à procura, sem alarde,
de alguém que lhe beijasse a boca.
E saiu, assim, sem rumo certo,
seu instinto de busca, aguçado,
a dizer-lhe que estava perto
o que tinha, até então, procurado.
Encontrou-o logo ali, na esquina,
parecia estar à sua espera.
Não precisaram de apresentações,
um sabia quem o outro era.
Nem santa, nem louca,
somente alguém que encontrou,
num fim de tarde qualquer,
alguém que lhe beijasse a boca.

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

.~.~.VOLTAR.~.~.