Participantes

 

 

01 - Ilze Soares
02 - Marcial Salaverry
03 - Naida Terra
04 - Analuz Sangiorgi
05 - Hebe Silva
06 - Humberto - Poeta
07 - Vera Hernandes
08 - Cássia Vicente
09 - ZecAdi
10 - Margaret Pelicano
11 - Pedro Valdoy
12 - SussuLuz
13 - Marly Caldas

 

14 - Marilza Carvalho Branco
15 - Clara da Costa
16 - Kedma O'liver
17 - Neusa Mendonça
18 - Nancy Cobo
19 - Nicola Araujo
20 - Ju Armos
21 - Socorro Lima Dantas
22 - Roze Alves
23 - Antonio Barroso (Tiago)
24 - Rosamaro
25 - Cel Carvalho

 

 

O nada...o vazio...a dor

Ilze Soares

O tempo passa...
Saudade aparece...
Lágrima escorre...
Sensibilidade aflora...
Silêncio...
O nada...


Por mais que tente esquecer,
a saudade me faz tudo recordar...
Sinto a lágrima quente escorrer,
a dor o peito queimar...

Onde estão os risos, as flores,
as juras de amor, o seu calor?
O silêncio pela casa impera...
o nada...o vazio...a dor...


Só isso restou
daquele grande amor que acabou!

 

 

 

 






CAMINHOS SEPARADOS

Marcial Salaverry

Corpos que juntos estavam,
mas almas que não se desejavam...
Um começo promissor,
cheio de amor,
juntos caminhavam,
pois se amavam...
De repente, sombras surgiram...
Desentendimentos aconteceram...
Ninguém poderá explicar,
porque deixaram de se amar...
Falta de compreensão,
sempre faz mal ao coração...
E quando nem mesmo existe
a vontade de brigar,
é porque se deixou de dialogar...
Então... desiste-se...
Se a vida em comum perdeu o prumo,
que cada qual siga seu rumo...
Mas, em respeito àquela felicidade
que um dia existiu, que reste a amizade...
Sempre é triste o fim de um amor,
parece que a vida perde um pouco de cor...
Sempre a incompreensão
machuca um coração...
Tivesse havido algum entendimento,
hoje não existiria o lamento...
Não adianta buscar-se culpado,
pois ambos deixaram tudo terminado,
e que cada qual siga seu caminho,
em busca de um novo carinho,
numa nova oportunidade
em busca da felicidade...

 

 

 

 





NADA RESTOU...

Naidaterra

Um amor tão lindo desapareceu
nas sombras frias da vida...
Um coração que amou ternamente,
hoje é um poeta amargurado tentando
sair deste vazio dolorido...
Não morre o amor, adormece num
canto do peito desiludido, perdido
nas lembranças e nos versos que fazia...
O coração é pequeno, mas Deus o fêz
infinitamente espaçoso e grandioso,
há de encontrar um outro coração mais
sincero e que não lhe cause dor...
O amor é um doce sentimento que deve
ser regado com lealdade, zombar e
atraiçoar um amor delicado é muito
angustiante, ele não morre, só se
esconde da imensa tristeza...
E o que resta do que foi um dia
um sentimento maravilhoso,
um vazio... desilusão...

 

 

 

 

O VAZIO

Analuz Sangiorgi

O tamanho do vazio,
só não foi maior que a dor.
O tom do nada,
ficou sem côr.
Nesse espaço vago,
que tento preencher,
falta, ainda,
muito amor.

 

 

 

 


O NADA...O VAZIO...A DOR

Quando ao meu lado você esta
A vida se torna maravilhosa
Nada temo
Pois encontro forças em você...
Mas quando não te sinto por perto...
A saudades me machuca...
Vem como uma sombra...
Tudo perde sua cor...
O que antes era felicidade
Dá lugar a muita dor
Transformando a alegria
Numa imensa agonia
Onde só consigo ver
O nada...O vazio...A dor....

Hebe Silva
03/08/2008

 

 

 

 

Tédio

Humberto Rodrigues Neto

A mesma dor, o mesmo nada em tudo,
uma ânsia funda de morrer, chorar;
na alma engasgado um sentimento mudo,
e em tudo o nada de um vazio lunar...
A fronte baixa... nas feições o agudo
vinco das rugas, a testemunhar
que o sofrimento está afinal desnudo
na dor que franze o meu semblante e o olhar...
olhar a tanto, habituado ao pranto,
e à dor a tanto tempo acostumado,
que nem teus nãos me causam medo ou espanto!
E já nem sei, a este martírio atado,
se o que mais dói é ter te amado tanto,
ou se dói mais o não ter sido amado!

 

 

 

 



NADA RESTOU

Vera Hernandez

Nada restou de nós dois...
Apenas um nada...
Um vazio..
Uma dor...
Que um dia, não muito longe, terá fim.
Se não conseguimos
quem sabe
conseguiremos com outra pessoa?
Ter um amor de coração.
Um amor que faça brilhar o meu sorriso.
Que faça despertar todos
os meus desejos
hà muito adormecidos.
Quem sabe um dia...
Quem sabe em algum lugar...
Eu encontre o amor perfeito
que tanto procuro.
Nada restou...
Acabou...
Terminou...
Chega...
Basta...
ADEUS!
Esse nada restou...
É minha loucura!

 

 

 

 

O nada...o vazio...a dor...

Cássia Vicente

O nada...
é esta impressão que tenho
quando percebo este vazio
que esta dor me causou...
O vazio...
é esta imensa tristeza que trago
em meu coração pela dor
que em nada resultou...
A dor...
é esta mágoa que me corroe
por não ter tido nada para explicar
antes desta dor me matar...

 

 

 

 

O Nada... o Vazio... a Dor

Ah se eu sentisse nada
não sei nem se existiria
não sei nem se existindo
poderia viver de fato
pois o meu nada é mudo
mas bem sei que está presente
e completando meu tudo

O meu Nada - é diferente
pois que mesmo sendo nada
nada vê, mas tudo sente
e por cima de tudo meu nada
só de pensar - me arrepio
talvez seja coisa da idade
volta e meia está no cio!

E quando ele está no cio
o mundo se torna vazio
mas não um vazio qualquer
mas o mais vazio dos vazios
pois nada meu nada completa
e nessa busca louca de amor
o vazio de meu nada é dor

E nem queiram sentir a dor
de um nada que no vazio
de um vazio cheio de nada
de um nada carente de amor
Ah - nada... vazio e dor
sei agora que fazem parte
do meu amor... seu amor!
...
autoria de ZecAdi = josé de avelar

 

 

 

 

O NADA...O VAZIO...A DOR

Margaret Pelicano

O pensamento dói,
dói e coça inquieto,
quando aquilo que se constrói
de repente é deserto...

Não dá conta do recado,
esvazia-se e joga tudinho no coração...
este palpita, da palpites, às vezes infelizes
e não encontra solução...

É que quando o vazio se instala,
a dor se espalha, o peito estrala
como vaso ressecado, e ao se esfarelar,
leva o sossego para o fundo do mar!

Brasília - 27/08/2008

 

 

 

 

Entre o Nada e o Vazio

Pedro Valdoy

Sinto a solidão
coberta de gelo
no vazio do silêncio
nas camadas sensuais

Enquanto o nada
é um todo de nada
coberto de infelicidade
na escuridão da noite

Mas ao despertar
de um pesadelo
esmaguei o nada
desfiz o vazio

Então o encanto da vida
floresceu no jardim do fantástico
com o canto das anémonas
com o sorriso de uma criança.

 

 

 

 


O nada, o vazio a dor !

SussuLuz

Eu estava amando o amor,
rendia-me absolutamente a esse lindo sentimento,
prostrava-me diante de sua divina imagem,
morria mil mortes imaginárias,
aniquilava todo e qualquer traço de meu ego,
achava todo o universo corporificado
e entesourado na imagem do meu amor,
Acreditava ser um milagre, um presente da divindade,
que coisa abençoada era amar assim.
tudo era maravilhoso para mim
me alegrava e achava que era para a eternidade
Era amor demais.
Eu o amava tão profundamente, tão completamente,
que toda vez que o encontrava era
como se nascesse de novo.
Mas ...
Como tudo nesta vida tem um inicio e um fim,
comigo não foi diferente, acabou o amor,
Restou somente o nada... o vazio, a dor
e um sofrimento sem fim

27.8.08

 

 

 

 

Resistindo

Marly Caldas

Quem na vida não passou
Um longo tempo dentro do vazio
Sem sentir nada
Apenas uma grande dor
Vontade de desaparecer
De não ter existido
Ou de ter desistido
Mas tudo na vida passa
Menos a morte
Por isso aqui estamos
Resistindo
Insistindo
Digerindo
Porque a vida é uma prova
Mas um dia a prova termina
E a vida continua
E a gente também...

27/08/08

 

 

 

 


O MILAGRE DA EXISTÊNCIA

(Carvalho Branco)

O nada... o vazio... a dor...
Tudo é questão de aparência.
Se estamos falando de amor,
O tudo está na pura essência
Que preenche as reentrâncias
E todas as saliências
Das protuberâncias...
Se está em solidão
E se acha um sofredor,
Pergunta a seu coração
Se essa grande emoção,
Por si só, preenche a vida?
Quando se é capaz de amar,
Não há lugar pro vazio,
Que nada como num rio,
Sendo o próprio rema..dor...
E a dor se afoga
No pensamento em voga
De que só ama quem sofre,
Ou que só sofre quem ama...
A dor é pois evadida...
De cinema mexicano parece drama,
Que então é trancafiado num cofre...
E assim o antes se transmuta
E o que era fel agora é fruta.
O nada é tudo
E o poeta fica mudo
Diante do milagre da existência!

 

 

 

 

O NADA...O VAZIO...A DOR

Clara da Costa

Se existiu o nada,
nada existiu...
Se existiu o vazio,
o coração não foi preenchido...
Se existiu a dor,
é consequência
do vazio...do nada...
Se nada existiu, nada foi
preenchido...só a dor.
Fugir da dor, é se abrir
para o novo...
procurando sempre viver a vida
sem dor,
mas
com muito amor...

 

 

 

 

O NADA...O VAZIO...A DOR

Do NADA você se foi
Levou minha razão
Deixando muita tristeza
Dentro de meu coração
Ficou um enorme VAZIO
Nada pôde preencher
Não houve quem conseguisse
Fazer esquecer você
A minha vida mudou
Hoje existe muita DOR
Sinto falta de você
Meu inequecível amor.

Kedma O'liver

 

 

 

 



O vazio a Dor

Neusa Mendonça

Tudo parou quando olhei dentro de mim
E não me encontrei mais ali
Onde estava meu eu, perdida em um vazio de dor
Parecia tudo tão real que eu não via nem uma mal
Agora estou sozinha presa em meu casulo de dor
Onde foram parar meus sonhos, onde estão todos
Porque me deixaram para trás, será que não faço
Parte deste corpo, onde habitou tantos sentimentos
Onde passaram tantos sonhos, tantas esperanças
Choros de alegrias, choros de tristezas...
Ah! Como estou perdida em mim mesma
Tento buscar, a alegria não a encontro
O carinho também não, a esperança
Ah! Só estou encontrando a solidão, o vazio e dor
Onde estará o sentimento chamado amor
Os sonhos, as fantasias e alegria
Todos se foram!
Então me entrego a ti ó tristeza
Faço reverencia a tua realeza.

 

 

 

 



A Dor

Nancy Cobo

Sem Paz, sem Amor
e com muita Dor se vive?
Eu pergunto:
- Isso é Vida?
A mais doce de todas as companheiras da Alma
é a Esperança.
Aí, quando vem alguém
e transforma essa Alma em Dor,
acaba matando a Esperança,
deixando, no lugar, um vazio bem grande.

Então pergunto:
- Por quê?
Por que, se eu te amei,
se eu me dei para você de corpo e Alma,
por que fizeste isso?
Por que, se sei que ainda me queres, como eu te quero,
por que esse medo, essa diferença?
Por que plantar Dor, Ódio, onde havia um imenso Amor?
Para você,
falar sem pensar é atirar sem apontar.
Só o Amor constrói para a eternidade, e você destruiu
trazendo uma Dor imensa, e acabou
matando a esperança que era companheira da minha Alma.

 

 

 

 

O NADA...O VAZIO ...A DOR

Olho a minha volta e não te vejo
Procuro ...e não te encontre
O vazio então cria asas....
Grita e invade minha alma
E a dor se lança...
feito espada flamejante
Para dentro da memória
Trazendo lembranças
Vestidas de amor
Que bailam na pupila dos meus olhos
Surge então sua doce imagem
Que se desfaz com as lágrimas
Da falta que você me faz

NICOLA ARAUJO

 

 

 

 


Vazios

Flutuante, me vejo como terceira pessoa
sem a exata noção de tempo passado
ou de espaço percorrido.
Alguém escreveu um roteiro tosco
e me movo no cenário insólito.
Navego apenas, seguindo um rumo perdido
como personagem destituída,
incerta e irreal.
Total ausência de vontades
no crepúsculo de um dia
de relógios paralisados,
de sonhos ausentes.
Sem dores, sem saudades...
Contentamento puramente teatral.

(Ju Armos)

 

 

 

 



O NADA... O VAZIO... A DOR

Socorro Lima Dantas

Foi tudo o que restou do nosso amor
O nada, o vazio, a dor...
Partiste a minha alma em pedaços,
e eu, ainda esperançosa,
tentei recuperar as peças,
na vã tentativa de colar uma por uma,
mas não consegui encontrar todas,
nem aquela tão importante
que selou o nosso amor
e que ficou em segredo
só para nós dois !
Restaram tantos fragmentos,
de sonhos planejados,
amor compartilhado,
promessas tão fascinantes,
que o afeto do coração esqueceu
que as lágrimas vêm do amor,
do vazio, da dor, do inesperado adeus.
Um dia, ela surge até o nada
que restou de um coração sofredor.

Recife/PE

01/10/2009

 

 

 

 

O Nada...O Vazio...A Dor

Roze Alves

Um Nada, é como me sinto
O Vazio, é onde me encontro
A Dor, resultado de um suicídio

Nosso amor virou um Nada
Saltou no abismo do Vazio
A Dor ficou, velando o morto

Lágrimas rolam, a banda passa.

O que eras tu? Maquiavélico?

Amanhecer-M
RJ: 02/10/2009

 

 

 

 


O nada, o vazio, a dor

Foram tantas as vezes, foram tantas,
Que lhe perdi a conta, por inteiro,
Umas, eras tu, outras, eu primeiro,
Com frases encravadas nas gargantas.


De todos, escutei palavras santas,
Mas delas me alheei, bem sobranceiro,
Não atendi o amigo, o companheiro,
Não consegui regar as minhas plantas.


Erguendo a voz, perdi minha razão,
E, ao fechar o meu pobre coração,
Quebrou-se aquele alento de calor.


Eu parti os cordões que me ligavam
A todos os conselhos que me davam,
E só ficou o nada...o vazio...a dor...


António Barroso (Tiago)

 

 

 

 

O NADA...O VAZIO...A DOR.

Tudo representará nada,
Quando o amor terminar,
A vida desesperada,
Por não poder mais amar.

Tudo ficou triste ,enfadonho,
Um frio tomou meu ser,
Sentimento de vazio,
Começou a renascer.

Vazio tão dolorido,
Daquele doce amor,
Que nunca foi esquecido,
Mas causou uma grande dor.

Rosamaro.

 

 

 

 

O nada...o vazio...a dor

Cel (Cecília Carvalho)

Me peguei ausente
o peito doente
coração sofrendo
sentindo falta de amor
senti frio
do nada, o vazio, a dor ...

Queria entender o momento
quando mergulhei neste vazio
só mesmo perguntando ao tempo
por que eu sinto este frio ...

Sentimento me chegou do nada
sequer esperava pelo amor
me perdi apaixonada
mas depois só ficou esta dor ...

Mergulhei no nada, no vazio e em minha dor ...

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.