Participantes

 

01 - Ilze Soares 11 - Ruth Sivieri
02 - Cássia Vicente 12 - Borbollettah Sandra Regina
03 - Mª Thereza Neves 13 - John Doe
04 - Marcial Salaverry 14 - Naiara Barbedo
05 - Marly Caldas 15 - Beki Bassan
06 - Kedma O'liver 16 - Angela Conde
07 - Heloisa Abrahão 17 - Zenayde Giovinazzo
08 - Analuz Sangiorgi 18 - Naidaterra
09 - Vera Hernandez 19 - Hebe Silva
10 - Giovânia Correia 20 - Eri Paiva
21 - Luíza Benício 22 - Liliana Josué

 

 

 

 

(Re) Invento - Me...

Em palavras
que vão saindo
e como gotas caindo
na folha de papel...

Em versos distintos
traços nítidos,
sem escarceu
eu vou surgindo!...

Ilze Soares

 

 

 

 

(Re) Invento - Me...

Em situações perigosas
forjadas sem embaraço
sem deixar rastros
em completo risco e fatos...

Em espectro futuro,
sem danificar espaços
sem falsos pudores
vou surgindo...

Cássia Vicente

 

 

 

 

RENDIDA

Maria Thereza Neves

entre parêntesis
grávida de palavras
mãos amarradas
sem escrever nas linhas
nem abortar poesias

por trás dos vidros
nuances de rostos embaçados
a noite impiedosa avança
roubando-me as horas
do sono noturno

sem partituras da vida
nem uma serenata triste
não, não vou alongar mais os olhos
quem sabe outro dia
viva outros sonhos
nas cordas de um violino

 

 

 

 

É DE CORAÇÃO

Marcial Salaverry

É de coração,
não como decoração,
que com amor,
e muito calor,
que te ofereço
esta poesia-canção,
que faz do amor
uma terna poesia,
numa poesia
de um amor,
que seja eterno,
enquanto é terno...

 

 

 

 

Re-invento-me

Marly Caldas

Em todos os momentos
Re-invento-me
Em mil mulheres
Românticas...guerreiras...
sensuais...comuns...
felizes...tristes...
Assim somos
Temos que ser
Em cada ocasião
A vida assim nos faz
Não usamos máscaras
Apenas mudamos
em alguns tempos
para vencer os tormentos...

 

 

 

 

(RE) INVENTO-ME...

Kedma O'liver

Ressurjo das decepções
Faço novos planos
Traço novo caminho
Desfaço dos desenganos
Hora de recomeçar
Olhar voce nos olhos
Reacender nosso amor
Refazer os sonhos
Retirar toda tristeza
Me vestir de fantasia
Reinvento-me...
Sou apenas alegria.

 

 

 

 

(Re) Invento - Me...

Como se fosse eu, criadora.
Vou traçando as linhas.
Criando um belo esboço.
Energias vão fluindo.

E nessa pura magia
Vão surgindo os sonhos
Que devagar vou pintando.

No peito, nada mexo.
Deixo esse velho coração.
Ele é quase perfeito!

Heloisa Abrahão(13/01/09).

 

 

 

 

 

INTERIORES

Saio por aí,
recriando
a dificil arte de amar.
Encontro-a no primeiro,
perco-a no segundo,
e por aí vai........

Analuz Sangiorgi

 

 

 

 

(RE) Invento-me

Vera Hernandez

(Re)Invento-me...Com você...
Invento-me sem você...
Faço mil conjecturas...
Chego a conclusão que não adianta
nem inventar nem (re) inventar...
Eu preciso de você e de todo seu amor
lindo e delicado!
Beijos vida minha, te adoro!
És minha loucura!

 

 

 

 

Re)Invento-me...

Giovânia Correia

A cada novo amanhecer.
Seja em palavras,
ou em atos que tenho que exercer.
(Re) Invento-me em meus versos.
Que nesse momento estou a criar.
Mesmo que em algum momento,
eles não venham me revelar.
(Re)Invento-me...
e vou seguindo meu caminho.
Sorrindo ou chorando,
mas sempre extirpando a dor do espinho.

 

 

 

 

(RE) inventei-me

Ruth Gentil Sivieri

Como explicar esse amor
Que apareceu com furor?
Depois dizem que é invenção
mas é que me (re) inventei
e logo desconfiei
que não era uma paixão.
O amor nos prega peças,
Ficamos desconfiados
Querendo confirmação.
Ele nos deixa afiados
de tanto levar tropeção.
Será que isso é invenção?
Tenho certeza que não.
Apenas constatei
que me (re) inventei
quando me enamorei.

17/01/2009

 

 

 

 

REINVENTO-ME

Tudo o que você me diz
não faz sentido algum
não me levou a lugar nenhum.
Sua presença não mais me acompanha
minha solidão hoje é tamanha
que reinvento-me para seguir em frente.

Borbollettah Sandra Regina

 

 

 

 

RE Invento-me

sempre que vejo uma mulher Bela,
mas mergulho com pouco impulso.
As dores são tantas, que me tornei um arremedo de mim mesmo.
Então copio minha projeção até não suportar e cansar de pensar
e me concentrar, tomo um porre
e vou-me embora pra minha vidinha de cachorro dorminhoco,
mesmo sabendo que depois vou chorar,
pois a fila vai andar e outro tomará meu lugar, ou não?
- Sei lá cara!
- Tá indo pra onde?
-Passargada...
- Leva repelente...


John Doe

 

 

 

 

 

(Re) inventando-me

Difícil é a arte de renascer a cada dia
diante das contrariedades
que o dia-a-dia insiste em ter.
Pensamentos positivos
regados de otimismo
ajudam nessa tarefa de desfazer
os nós atados no ranço do egoismo
onde nossos problemas existem
nossos quereres insistem
nossos fazeres desistem
e a tristeza quer habitar.
Quando tudo parece perdido
me sinto sacudido
obrigo-me a achar graça
dou bom dia
e faço de conta que tudo vai passar
me olho no espelho
pisco o olho e mando um beijo
me lançando à vida por inteiro,
aqui é meu lugar
reinventar-me, é o jeito.

Naiara Barbedo

 

 

 

 

(Re) Invento-me

Beki Bassan

Com amor eu te digo,
sem (re) invento em poesias,
que este texto
a alma cria,
com ternura e afeto.
Não existem máscaras,
apenas podemos mudar
nossos hábitos
para conquistar o espaço,
e viver com alegria

 

 

 

 

(RE) Invento-me

Na corredeira de um rio
deixo os maus pensamentos fluirem
para que ele os leve,
desaguando no mar.
Refaço-me em suas margens
à sombra de uma árvore.
Olhando o céu infinito
desenho nas nuvens, sonhos lindos.
Assim, sempre me invento
fazendo-me a cada momento.
Talvez porque eu seja como o tempo,
o segundo que passou, não volta mais.
E cada outro que vem
traz novas expectativas
Como se a toda hora (re) inventasse a vida.

Angela Conde

 

 

 

 

(RE) INVENTO-ME

Zenaide Giovinazzo

A vida é feita
de bons momentos...
Se não estou feliz,
reinvento-me!

SP/18/01/09

 

 

 

 

 

(Re) Invento - Me...

Faço a ocasião,
sopro as folhas do chão
enquanto espero
o que eu quero...

Deixo levar
e ao mesmo tempo
já trouxe de volta...

Naidaterra

 

 

 

 

 

(RE) INVENTO-ME

Existem tantas maneiras
De como posso ser!...
E uma delas
Vai agradar você...

Re-invento-me...
Depende do momento...
Mas em todas elas
Tem o meu jeito
De amar você...

Hebe.
20/01/2009

 

 

 

 

 

RE-INVENTAR-SE

Eri Paiva

Quando a vida se nos emperra,
Gritar, chorar ou berrar
Ou então amuado ficar,
Não é a solução ou o jeito...
O melhor é abrir o peito,
Ouvir nossa intuição
E... se re-inventar!

Re-descobrir as coisas boas
Que nos deixaram felizes,
Livres, soltos, meio à-toa
E que trouxeram algum bem...
Há um jeito de ser e estar
Que dá certo e nos convém!

Re-atar nossas amizades,
E aquele amigo esquecido...
Re-encontrar na natureza,
O pulsar do então vivido
Quando o vento o corpo beija

Ou a Rosa Prata cheirosa
Perfuma o lar, nosso abrigo!

Re-direcionar nossos passos,
Fazer o corpo dançar,
Por os pés na verde grama,
Expor-se, fazer-se rolar...
E o sol, essa energia tamanha,
Deixar nossa pele dourar!

Re-ver aquelas leituras
Que foram tão preciosas,
Re-organizar nosso tempo
E nele, os caminhos de curas,
De bênçãos tão dadivosas,
Que nos serviram de alento!

Re-tomar o que nos serviu,
Re-criar, reciclar, renovar,
Pois, até que o contrário se prove,
Nada é como existiu...
Tenhamos como se nada bastasse...
Tiremos a prova dos nove!
Conclusão? Re-INVENTAR-SE!!!

Em 07.02.2009

 

 

 

 

INVENTO

Inventor é aquele que inventa algo que ainda não existe,
Ou aquele que conserta “melhorando” um objeto que nos é útil e se quebra. As vezes inventa uma peça que substitui ainda com bem melhor
precisão a que estava com defeito!Estamos sempre inventando coisas que nos ajudam no nosso aprendizado e como somos ou temos inteligência ou
experiência naquilo que fazemos, somos criativos e inventivos.
Eu respeito muito os inventores e acho que um País que se dá valor, de-
via observar as crianças que se costuma dizer que são bem dotadas, ou
inteligentes, adultos que sabem pensar e resolver problemas com facilida-
de, estudantes que aprendem e até além do que se lhes ensina, observa
mais adiante dos outros, para que o país se desenvolva com mais capa-
cidade e mais justiça também. As oportunidades devem ser dadas a
todos e observados os valores de cada um Isto será de proveito para
os demais que se esforçarão para descobrir-se e atuar naquilo que sejam
capazes de ver com mais franquia e facilidade que os demais.
Será um vínculo de estímulo para que o portador se interesse mais pelo
estudo e ajude os outros a pensar e entender seu interesse que ajudará no
desenvolvimento dos amigos e dos professores, pois se sentirão estimu-
lados a prosseguir com sua tarefa de esclarecer e fornecer os meios do
aprendizado.
Bendito é o País que dá valor aos seus inventores!

Luíza Benício

 

 

 

 

(RE)Invento-me

Liliana Josué

Abro a janela mitigando
a fria luz.
O dia está quase morto
assim como eu.
Oiço sons que não são meus
porque são de outros.
Pela abertura entra vida
muito sofrida.

Abro a janela mitigando
alguma paz.
Esbarro num enorme prédio
a duas cores.
Doi-me um gato abandonado
sempre a miar.
Crispo as mãos, rezo, imploro
e amarga choro.

Abro a janela mitigando
consolação.
Árvores verdes acenam
indiferentes.
Roupa a secar nas cordas
é vida morta.
Ecoam gritos p`lo ar
num trovejar.

Abro a janela mitigando
uma carícia.
O vento sopra danado
e desabrido.
Meu corpo frio estremece
e ardo por dentro.
Sinto uma grande agonia
morreu o dia.

Lisboa, 30 de Julho de 2005

 

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

.~.~.VOLTAR.~.~.