PARTICIPANTES

 

 

01 - Ilze Soares
02 - Humberto - Poeta
03 - Luiz Poeta
04 - Marcial Salaverry
05 - Ruth G. Sivieri
06 - Gildina Roriz (Magy)
07 - Isabel Passos
08 - Celina Miranda
09 - Clara da Costa
10 - Jose Cláudio Fernandes
11 - João Carlos Vargas
12 - Jerson Brito
13 - Rosângela Duro

 

14 - Duda Gragnani
15 - Eugênio de Sá
16 - Helena Luna
17 - Hilda Persiani
18 - Nicola Araujo
19 - Cássia Vicente
20 - Rosamaro
21 - Naidaterra
22 - Marlene V. Aragão
23 - Sueli do Espirito Santo
24 - António Barroso (Tiago)
25 - Socorro Lima Dantas

 

 

 

 

Saudades...Oh, dor mais doída!

Ilze Soares

Outra noite que chegou!...
Meu riso, como por encanto, acabou
e o coração chorou...

Saudades...Oh, dor mais doída!

Sinto falta do seu calor,
do abraço apertado,
do beijo de amor,
doce, gostoso, molhado...

Saudades...Oh, dor mais doída!

 

 

 

 

SAUDADE

Humberto - Poeta

Também sinto essa saudade
com a mesma intensidade
daquela que tens por mim...
Porém, em nenhum momento,
desde o nosso rompimento,
pensei que esse sentimento
doesse em nós tanto assim!

Rompemos por vã tolice
sem que um de nós pressentisse,
o mal que viria depois...
Tornemos, pois, realidade
a antiga felicidade
pra que a dor desta saudade
não mais soluce em nós dois

 

 

 

 

QUANDO A SAUDADE TE CHAMAR

Luiz Poeta

Luiz Gilberto de Barros – Rio de Janeiro – Brasil , para o carinho de Ilze Soares, Humberto Poeta e Ângela

Quando a saudade te chamar, desliza
Como um navio solto, rumo ao mar
De cada sonho que revitaliza
A emoção contida em teu olhar.

Pois na lembrança, teu sonho ameniza
A tua dor e te faz relembrar
O teu amor antigo e tranqüiliza
Essa tristeza que te faz chorar.

Se a solidão te convidar, resiste !
...porque é tão triste ver teu coração
Te mergulhar na dor que sempre insiste

Em te mostrar um rumo alternativo...
E o teu amor, repleto de emoção,
Mantém teu sonho eternamente vivo

 

 

 

 

SAUDADE QUE MALTRATA

Marcial Salaverry

A saudade que mais maltrata,
é aquela que a gente sente
por uma pessoa ingrata
que não se lembra da gente...
Saudade com tristeza,
chega a ser maldade...
Saudade tem beleza,
quando lembra uma felicidade...
A paixão e a saudade
sao duas companheiras...
A paixão dura tão pouco,
e saudade a vida inteira...
Uma paixão, a alma balança,
e deixa sempre uma lembrança...
Um amor, quando é de verdade,
deixa aquela gostosa saudade...

 

 

 

 

SAUDADE

(Ruth Gentil Sivieri)

Dor que no peito se instala,
nem com a tristeza abala
só com outro amor se cala.
A saudade é sofrimento,
É dor, e puro tormento
nem permite lenimento.

Saudade é desilusão
triste bate o coração
por causa de uma paixão.
Sempre essa dor traiçoeira,
impondo, só altaneira
qual espinho de roseira.

Saudade, palavra triste!
Ela põe o dedo em riste,
sorrindo e fazendo chiste.
Faz n´alma aquela assepsia,
trazendo uma assessoria
que extravasa na poesia.

 

 

 

 

SAUDADE!

Gildina Roriz

Saudade...OH! Que dor mais doída,
que invade minha alma sofrida...
Se dos meus sonhos esqueço
Vem de volta um recomeço.

Assim sempre haverá saudade
Aqui, além, na eternidade!

Saudade... Oh, dor mais doída,
que invade minha alma sofrida...

Meu amor, fica comigo
A distância fere, castiga!
Vamos juntos a vida gozar
Driblar a Solidão, nos amar!
Saudade...Oh! Que dor mais doída.

 

 

 

 

SAUDADE...

Isabel Passos

Saudade quando é doída,
se é uma dor sofrida
apenas por vâ tolice,
quem foi que disse
que não tendo falido o amor
é necessária essa tal de dor?
Pra quê dois seres sentirem saudade
do amor e da felicidade?
Esquecer o orgulho, alguma mágoa,
e de coração puro como na fonte brota a água,
urge tornar realidade essa já sentida felicidade,
para que feneça a doída saudade
de duas criaturas que se amam, se desejam...
com quentes abraços, em extâse, se beijam...

 

 

 

 

Saudade existe!

Celina Miranda

É melhor quando persiste!
Quem não quer relembrar, reviver
Sentir outra vez o pulsar do coração
Pelos momentos felizes da vida
Saudade é a mão do passado
Segurando nosso coração...

Saudade são pétalas de rosas!
Desfolhadas, sim
Mas acaricia e acalma
O coração da gente
A mais bela flor
É ramalhete das recordações
Que trazemos em nosso coração...

Saudade são elos!
De recordações que ficaram
Que passaram na nossa vida
É a chama que alimenta o amor
É o carinho de hoje
E a saudade do amanhã...

Saudade é o retrato deixado!
Entre as páginas do livro
Da nossa vida
Às vezes, é como um papiro
Que encerra
Uma mensagem muito intima.

Celina Miranda.
5/01/04.
SC.

 

 

 

 

AH,SAUDADE

Clara da Costa

Um sentimento invade
toma conta do momento,
do vazio melancólico da mente,
e se chama saudade...

de repente,
o aperto no peito,
um nó na garganta,
desatino,
a alma dolorida.

é ela que chega devagarinho,
como não quer nada,
senta-se ao lado, sem pedir licença,
e se enrosca.

Ah, saudade,
companheira dos poetas,
das noites solitárias,
da melancolia do olhar,
que se perde na imensidão
das madrugadas.

Saudade...
minha eterna companheira!

 

 

 

Saudade

José Cláudio Fernandes

Este aperto, estas vontades,
De te ver, beijar e acariciar,
São reflexos de saudades,
Saudades de você a me atormentar.

Volta , volta breve,
Não me deixe assim sofrendo,
Meu coração não se atreve,
Sem ti, continuar batendo.

Sto André,05/11/ 2009

 

 

 

 

Saudade..

É um bichinho gostoso
Que vive no coração
Gostoso mas martiriza
Penentra na alma da gente
Faz voltar ao passado...
A saudade é um teatro
Com todas as cenas e atos
Por isso que quando ela vem
Penetra e fere por dentro
O passado fica presente
E o presente fica ausente
Os olhos enchem de lágrimas
E o coração comanda a mente..

João Carlos Vargas
Balbinos/SP/BR

 

 

 

 

AS CONTRADIÇÕES DA SAUDADE

Jerson Brito

São doces recordações
De momentos delirantes
Das melhores emoções
Dos mais perfeitos instantes
Contudo, trazem também
A imagem d'um alguém
Que se foi causando dor
Infestando a memória
Saudade é contraditória
Pois é mel e amargor

 

 

 

 

SAUDADES

Rosangela Duro

Saudade é ouvir nossas música
E fazer força para não chorar.
É procurar flores no jardim para lembrar
É deitar na casa a te imaginar
É parar para pensar o quanto quero te amar

 

 

 

Saudade cruel

Duda Gragnani

Embargado em própria tempera,
Faz-se em atitude plena,
Trovões ecoam em mitos,
Provocam uma surdez aos gritos,
Culpas sagazes vibram ao escurecer,
Mostram as trevas de um parecer,
Condenado sim pela saudade,
Jamais liberto da crueldade,
Cupidos implacáveis atiçam,
As vontades que alucinam,
Precavidos modos escondem uma rivalidade,
Somam e ativam uma verdade,
Tempos passados são rogados,
Justo e posto atos prorrogados.

 

 

 

Saudades da minh’alma

Eugénio de Sá

Alma pia, gentil, alva e serena
Que saudades de ti, minh’alma amena
Hoje tornada gasta e exaurida
Percorreste o roteiro da tormenta
Nos tropeços da sorte truculenta
Dos acidentes tristes desta vida

Quanto me lembro da tua alegria
Quando espontânea fazias folia
De qualquer pormenor pouco importante
Bastava-te um olhar sobre uma moça
E logo o coração gritava: nossa!
- Pensando que encontraras nova amante

Alma que me deixaste tão saudoso
Lembrando todo o gesto carinhoso
Que sabias, piedosa, oferecer
Volta a trazer ao meu cerne imperfeito
Aquele doce calor bem ao teu jeito
Que me emprestava amor ao meu viver

 

 

 

 

SAUDADE

Veio mansa, foi chegando,
se instalou dentro do peito,
pouco a pouco foi ficando.
Ir embora? Não tem jeito.
Saudade dor danada,
que machuca, faz sofrer,
às vezes doce lembrança
que acende a esperança...
Saudades, sim, de você.

Helena Luna

 

 

 

 

Saudade

Hilda Persiani

Às vêzes tenho saudade
Do tempo que eu nem sabia,
Na fase da ingenuidade,
Que essa palavra existia...

Mas com o passar dos anos
A saudade vem chegando
e sem que nós a percebamos
No coração vai entrando...

Depois, no ocaso da vida,
A saudade é mais doída,
E relembrando a mocidade,

Veremos que a felicidade
Do tempo que se passou,
Consiste na saudade que ficou.

Curitiba, 18/06/2.005

 

 

 

 

SAUDADES...OH, DOR MAIS DOIDA

Quando a noite ronda a tarde
E a sombra delineia no horizonte
A lembrança da sua imagem
Meu coração se aperta
Inquieta minha alma
Grita de saudades de voce
E esta dor inconsolável
Toma proporção do infinito
E castiga sem piedade
Dor e lamento
Deixou esta saudade

Nicola Araujo

 

 

 

 

SAUDADES...OH, DOR MAIS DOÍDA!

Cássia Vicente

Como dói a saudade que tenho
dos teus braços em mim,
como dói quando sinto teu cheiro
e não posso te tocar,
como dói quando ouço teu sorriso
e não posso beijar tua boca,
como dói a forçada separação que
o momento nos impõe,
como dói disfarçar sentimentos
que gritam por se mostrar.

 

 

 

 

SAUDADE...OH, DOR MAIS DOÍDA.

Saudade é sentimento,
De algo bom, bem vivido,
É trazer ao pensamento,
O que não foi esquecido.

Quando alguém vai embora,
Essa saudade é doída,
Nossa alma triste, chora,
Com expressão tão sofrida,
Que dói...e a melancolia,
Fica presente na vida.

Rosamaro.

 

 

 

 

SAUDADE DANADA

Você bem que podia aparecer,
saciar esta minha vontade
que estou de você...
Fazer coisas novas, refazer
o que a gente já fez...
No atropelo desta saudade
quero cair nos teus braços
ser amada por você...
Quero um chuá de língua
me chicoteando, quebrando silêncio...
Vem meu amor matar esta
saudade danada que eu estou
de você...

Naidaterra

 

 

 

 


Saudades!... Oh, Dor mais doída!

Instala-se calada... Cantarola
Direto n’alma, nada negligencia;
Esvoaça, faz mil acrobacias.

De repente mostra força, surpreende.
Não adianta socorrer-se da justiça
Pra retirar a invasora insubmissa.

Saudade! Não é controlada, é atrevida;
Saudade da vida, é a dor mais doída!

Marlene Vieira Aragão

 

 

 

 

SAUDADE, COMO DÓI

Sueli do Espírito Santo

Por um amor tão sentido
no passado já perdido
a saudade vem e esmiúça
o coração fica tristonho
em um vazio tão enfadonho
até a minha alma já soluça

Um pranto guardado, contido
nas lembranças está retido
mas não dá mais para segurar
as lágrimas começam a cair
e enquanto essa dor não sair
eu vivo assim triste a chorar

http://www.sue2001.recantodasletras.com.br

 

 

 

 Saudade

Que saudade eu vou ter deste momento
E do tempo passado em nossa aldeia
Onde, à noite, somente há uma candeia,
De dia, a luz do sol no firmamento.
As aves a trinar, com sentimento,
E a paz que nos envolve, nos rodeia,
Que faz sorrir, ao longe, a lua cheia,
É saudade que irá no pensamento.
Quando tudo termina, a despedida
Parece ir-nos roubar parte da vida
Que tolda, em ténue névoa, a claridade
E se a alma se acomoda à leve dor,
A mente se recorda, com amor,
Daquilo que viveu, e que é saudade.

António Barroso (Tiago)

 

 

 

 

AH, SAUDADE... DOR TÃO DOÍDA !

Socorro Lima Dantas

Ah, saudade... dor tão doída !
dos nossos momentos sonhados
quando eu e tu éramos nós !

ah, saudade... cálice que martiriza,
tortura a alma cheia de planos,
deixando o peito em abandono !

ah, saudade... aflição que faz padecer,
nas lembranças de uma história vivida
de um amor que estava a florescer !

Ah, saudade... ternura guardada,
que inunda a alma em lágrimas
arrancadas do coração, que se esvai !

Ah, saudade... da minha saudade
de esquecer e lembrar,
que entre nós existe uma saudade !

Recife/PE

13/11/2009

 

 

 

 

 

Adaptado por Mara Pontes©

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.