Participantes

 

 

01 - Ilze Soares
02 - Marcial Salaverry
04 - Thais Beijaflor
04 - Antonio Barroso (Tiago)
05 - Naidaterra
06 - Helena Luna
07 - Jerson Brito
08 - Isabel Passos
09 - Fatima Mello(Fofinha)
10 - Luiz G. Bezerra
11 - Marlene V.Aragão
12 - Tarcísio R.Costa
13 - Madalena Gomes
14 - Gildina Roriz (Magy)
15 - Eri Paiva
16 - Humberto - Poeta
17 - Rosamaro
18 - Luiz G. Bezerra
19 - Roze Alves
20 - Nicola Araujo
21 - Lenora de Mello M. Sº
22 - Naidaterra
23 - Kedma O'liver
24 - Vera Hernandez
25 - Ervin Figueiredo
26 - Jose Cláudio Fernandes

 

 

 

 

 

Sou Poema

Ilze Soares

Sou poema todo dia,
não só nos versos da poesia,
mas tambem no raio de luar,
no brilho do olhar,
no sorriso a me encantar,
na eternidade do meu amar...
Sou poema
quando me deixo levar
pelo pensamento
e me ponho a sonhar...
....vou com voce me encontrar
e em seus braços me aconchegar...

 

 

 

 

ÉS POETISA, ÉS MULHER

Marcial Salaverry

És poetisa, és mulher,
tens a doce sensibilidade,
de uma suave alma feminina,
e com sua poesia a vida ilumina,
espalhando beleza e felicidade
És poetisa, és mulher...
Com teu talento,
provoca lindos sonhos,
desperta o amor no coração,
vencendo a séria razão,
tornando os dias mais risonhos,
acabando com um triste lamento...
És poetisa, és mulher...
Despertas lindas ilusões,
em quem tem triste a alma,
e com sua arte, se acalma,
sentindo as mais doces emoções...
És poetisa, és mulher...

 

 

 

 

És Poesia

Thais "beijaflor"

Chegas em poesia a cada novo dia
Trazes nos versos a grandiosidade d'alma
Que fala do Sol, do Luar, do Amor e Amizade
Da Alegria que a todos contagia!

Em poesia, deixas o pensamento te levar
Flutuas então, em sonhos bons de se sonhar,
Te enfeitas para com o Amor encontar
e...em seus braços se aconchegar...

Ilze, és pura poesia!!

 

 

 

 

Sou Poema

Quando as esperanças me surgem, docemente,
como estrelas formando um diadema
numa roda que gira, eternamente,
sou poema...
Sou poema repleto de versos de querer,
versos lindos com rima rebuscada,
sonhos que nascem ao adormecer,
completas ilusões que são dilema
porque, sendo tudo, acabam por ser nada.
Sou poema
sem saber se sigo o rumo certo,
um poema sem estrada para andar,
poema que soletra o verbo amar,
que olha de frente, coração aberto
a toda a beleza que o olhar alcança,
que procura o amor, que não se cansa
de seguir, na vidam com a verdade por tema.
Sou poema
amigo do amigo sem qualquer reserva,
quer viva na ramada da árvore imponente,
quer siga, rasteira, como humilde erva,
que se rebela ignorado pelo sistema
que o tolhe, o manieta, o desespera,
e tem, como guia, uma quimera.
Sou poema
nascido em frágil teia,
sem saber porquê,
poema que se folheia...
...se folheia...
mas ninguém lê!...

António Barroso (Tiago)

 

 

 

 


EU E A POESIA...

Naidaterra

Entre atalhos, vielas e trilhas...
Cimento, pedra, água e terra,
caminho sem pressa levando a minha vida...
Entre os bálsamos e os tormentos,
retirei a máscara posta e imposta
dos meus sentimentos...nasceu
em mim, a poesia...
Longe ou perto ganho horizontes e
viajo com a melodia expressa
no olhar do mundo, um encanto já
empregnado em meu peito...
Acima das futilidades, busco a
plenitude e nela me deparo com
a doçura e me entrego para a serenidade
subtraindo todo o ríspido que me agride...
Ah! poesia minha,
amada minha que me aninha e acarinha...
Asa minha que me leva rumo as estrelas
que no céu escreve meu nome...
Eu e a poesia, um eterno vôo...

 

 

 

 

O POEMA

O poema fica dentro de ti
por mil e uma noites,
aguardando a hora certa
de explodir em palavras.
De repente, simplesmente,
ele nasce, vem à luz,
e se mostra ao mundo inteiro
qual bela flor cultivada
que todos aplaudem de pé.

É obra prima, menina:
não duvida, eu sei que é!

Helena Luna

 

 

 

 

SOU POEMA

Sou real, sou fantasia
Sou o riso, sou tristeza
Sou frágil, sou fortaleza
Sou gozo, sou agonia
Noite, madrugada e dia
Sou o Sol e o céu nublado
Sou mar manso e agitado
Sou vento, sou furacão
Tão frio, tão emoção
De tudo sou um bocado

Jerson Brito

 

 

 

 

ÉS POEMA

Isabel Passos

És poema da mais pura e bela poesia!
Com amor e paz espalhas alegria...
Tua alma, repleta de boas energias,
a quem quiser te receber, contagias...

Nunca deixes de sonhar!
É preciso acreditar
para o sonho se tornar realidade...
Em seus braços, de verdade,
o amor irá te aconchegar...

Linda poetisa que, em seu poetar,
mostra que na Vida devemos acreditar...

 

 

 

 

Sou Poema

Fátima Mello[fofinha]

em todas estações
do inverno ao verão...
No inverno...
Canto o frio que mata
quem seu abrigo não tem,
faz ficar bem juntinho
buscando no outro calor.
Na Primavera...
canto junto com os pássaros
que de galho em galho
constroem seus ninhos,
canto o reflorescer do jardim
colorindo a vida em multicores.
No verão...
É só festa, a vida flui
Sol causticante doura corpos
aquecendo corações.
No outono...
canto os tons ocres
o esmorecer das flores
perdendo vida
caindo ao solo
servindo de adubo
para um novo reflorescer.
Canto o Sol canto o frio
canto na flor que ressurge
canto a tristeza que morre.

 

 

 

 

SOU POEMA

Ó canção ainda incompleta
Delicada como é a noite de luar
Bailando na claridade dos meus versos
Tácitos na mente borbulhando da alma
Falando de você minha doçura amada.
Verso de vida expresso em meu olhar
Poetizando teu nome na madrugada
Sentindo o fogo ardente dos seus braços
Que sendo beijada comigo geme
Sob o gozo do prazer e da felicidade
De ser flor e ver que sou seu poema.

LUIZ GONZAGA BEZERRA

 

 

 

 

Sou poema, sou?

Sou!... Quisera ser poema!
Ando a procura de ser eu...
Ter essa pureza do branco
A bela leveza das pombas
E a emoção dos significados
Que formam imagens na mente.
Sou? Quisera, sim, ser Poema,
Esta tão suave harmonia,
Na grandiosidade sonora
Dos pássaros anunciadores...
Quisera ser o doce encanto
Do esplendor no amanhecer...
Quisera ser frágil poema.
Como canto o amor, sinto amor!
Amor pelo pequeno, ou imenso
Pelo poderoso, ou oprimido...
Pleno engrandecimento da alma.
Bem quisera eu, ser poema
Para encher de riqueza os olhos
Que se pousassem sobre mim...

Marlene Vieira Aragão

 

 

 

 

SOU POESIA...

Tarcísio R. Costa

Sou poesia
Na cortina da aurora,
No eclodir do novo dia,
No oposto dos ponteiros
No soar da Ave Maria.

Sou Poesia
No voar do passarinho,
Na procura de um calor,
No aconchego do ninho.
Onde está o seu amor,

Sou Poesia
No embalo da ternura
No jardim, nas suas cores,
No sonho e na realidade,
No aroma das flores.

Sou poesia
Quando me encanta um flor
Na ausência que me dá saudade,
Quando me lembro do meu amor,
No segredo dos meus sonhos.

Sou poesia
Nas carícias da brisa,
Na cadência dos meus versos
Na tristeza, na dor, na alegria,
Nas minhas contradições,
No ritmo da poesia.

 

 

 

 

MINHA POESIA

Minha poesia roça tua pele,
Gruda como tatuagem,
Contorce como cobra em terra quente...

Minha poesia beija-te a boca
Ardentemente como brasa fumegante;
Passeia ao teu redor, atravessando muralhas
Infinitas de passado doentio,
Quebra arestas viajando de trem,
De avião, ou nas nuvens
buscando em teus horizontes
Os beijos que esquecemos de beijar...

Minha poesia penetra teus confins
Deixando-se amar.

Madalena Gomes

 

 

 

 

Um poema de amor!

Quisera em poema me transformar
e através dele, o meu amor
e a minha paixão lhe revelar!

Abrir-lhe-ia meu coração.
O convidaria a entrar,
pra pertinho de você, eternamente ficar!

Mas... Poema não sou, nem serei,
e junto de mim jamais o terei.

Gildina Roriz

 

 

 

 


SOU POEMA

Eri Paiva

Sou poema, sou canção,
Sou teu anjo sedutor
Que elegeu teu coração
Para te envolver de amor!

Sou teus sonhos, teus desejos,
Teu relax, teu calmante;
Sou os teus mais doces beijos,
Sou a tua alma amante!

Sou fascínio, sou magia,
Poção para te encantar;
Sou mistério, alquimia,
Perfume de amor no ar!

Sou a brisa refrescante
Bailando em ti com alegria,
A qualquer hora ou instante,
Tua eterna companhia!

Em 28.09.2009

 

 

 

 

ÉS UM POEMA

Humberto - Poeta

Só no mirar-te este meu estro prima
em dar a cada encanto a rica rima,
seja em soneto ou num trovar qualquer.
Tua boca, teu olhar ao qual me imanto,
a tua voz, de um suavíssimo acalanto,
teu corpo todo eu rimarei, porquanto
és um poema que se fez mulher!

 

 

 

 

SOU POEMA.

Minha vida é um poema,
Belo e também romântico...
Admiro o sol nascer...
E a Natureza serena
Está sempre a nos saudar,
Com as belezas divinas,
Pra que saibamos amar...
E tudo bem no meu íntimo,
Começa assim versejar...
Sou um verdadeiro poema,
Com divina inspiração,
Que admira a Lei Suprema,
Do fundo do coração.

Rosamaro.

 

 

 

 

SOU POEMA...

Luiz Gonzaga Bezerra


Amor de meu coração
Flor de mil inspirações
Bela de corpo e alma
Dona de minhas canções.

Sou versos e você minha poesia
Vestida de ternura e encantamento
Reluz no amanhecer de cada dia
Brilhando na brandura do tempo.


Sou vida amando seu espírito
Sou poema de alma brilhante
Levando-te em minha vida
Amando-te com tenro encanto.


Minha musa de olhos belos
Boca rosada de amor e paixão
Dona de meus sonhos eternos
Morando em meu coração.

 

 

 

 

Sou Poema

Roze Alves

Sou teu poema, de límpida felicidade
Construímos juntos uma história de amor
Pedra sobre pedra, carregadas juntos
Inebria-me teus carinhos, teus versos
Nossas mãos unidas a cada amanhecer
Ser tua musa diária, faz-me flutuar
Quando me lês, toque a toque
Correndo o dedo sobre minhas linhas
Meu poeta, só posso querer ser teu poema.

Amanhecer-M
RJ: 28/09/2009

 

 

 

 

*SOU POEMA*

Liricamente declamada
Por você poeta
Nas horas insones
Quando os vaga- lumes
Trazem o lume das estrelas
Para iluminar
Sua boca bela e úmida
Ao me recitar
Feito páginas de pura seda
Folheia meus versos
Declama os apaixonadamente
Para que eu possa
Alçar vôo nas asas da brisa
Suave e lúdica
Pairar por sob águas claras
E me eternizar na fonte dos seus lábios

NICOLA ARAUJO

 

 

 

 

SOU POEMA?

Sou louca varrida
Nas horas que passo
Divagando com problemas...
Até alheios

Meu caminho percorrido
Se completa quando...
A inspiração me chega
Velha amiga
Sem convite

Inteira apenas ao pensar
Bendita sempre
Em todos os versos...
E poemas que escrevo

LENORA ( Lenora de Mello Maria Sobrinho )

 

 

 

 

SOU POEMA

Naidaterra

Minhas mãos são flores,
meu coração o universo
e minha alma viajante
fará moradia eterna
nas esferas dos poetas...
Sou poema...

 

 

 

 

O POETA

Kedma O’liver

Por todos que o cercam
ele é sempre querido,
sua palavra é esperada
e quase sempre bem-vinda.
Fala de amor, de ternura,
de paz e de satisfação,
toca a alma da gente,
mexe com nossa emoção.
O poeta é aquele
que diz o que não sabemos
quando estamos amando
e faz a declaração
com as palavras que queremos.
É muito incompreendido
quando fala sobre sexo
pois coloca palavras fortes,
muitas vezes sem nexo.
Mas o poeta é alguém
que ama e se declara,
com palavras certas e rimadas,
mas que deixa tudo às claras.
Sou suspeita para descrever
esse ser com palavras certas
eu tenho orgulho e prazer
em dizer que sou poeta.

 

 

 

 

POESIA DE MIM!

Vera Hernandez

A você, vida minha,
entreguei o meu amor e minha poesia.
Doce desejo de amar você...
Doce ternura de ter seu corpo
ao meu colado...
Doce delírio de um amor incomensurável!
Doce delírio de palavras,
carícias, vontades,
prazeres, loucuras!
Essa poesia de mim...
É minha loucura!

Vera Hernandez

( GAMINE )

 

 

 

 

SOU POEMA

Não importa a condição,
Uso só meu coração
Navegando a emoção,
Eu sou poema...
Pelos campos verdejantes,
Basta apenas um instante,
No meu peito palpitante,
Eu sou poema...
Quem me dera só quimera,
Com alguém que me quisera,
Viver sempre primavera,
Eu sou poema...
Nem me importo com tristeza,
Essa vida é uma beleza,
Um papel, um lápis, minha mesa,
Eu sou poema...
Faço versos por vocês,
Minhas rimas, meus porquês,
Fico mesmo se não lês,
Eu sou poema...

Ervin Figueiredo
10/ Nov/ 2009 Americana/ SP

 

 

 

 

Sou Poeta ou Poema

Não obedeço, métrica ou sistema,
Procuro sempre os versos rimar,
Não sei se sou Poeta ou Poema,
Eu quero em versos a vida saudar.

José Cláudio Fernandes
Santo André, 10.11.2009

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.