Participantes

 

01 - Ilze Soares
02 - Marcial Salaverry
03 - Cássia Vicente
04 - Mª Luiza Bonini
05 - Dany Burgueira
06 - Luiz G. Bezerra
07 - Neusa Mucci
08 - Sandra Galante
09 - Odir Milanes da Cunha
10 - Nilda Dias Tavares
11 - Ju Armos
12 - Dely Thadeu Damaceno
13 - Naidaterra
14 - Cibele C. Teixeira
15 - Magaly Zingaro (Maga)
16 - Roze Alves
17 - Isabel Passos
18 - Lúcio Reis
19 - Gilda
20 - Heloisa Abrahão
21 - Vera Hernandez
22 - Eri Paiva
23 - Humberto - Poeta
24 - Marly Caldas
25 - Eugenio de Sá
26 - Wilson de Oliveira Carvalho
27 - Katarina Madeira
28 - Mifori
29 - Rute Seubert
30 - Antonio Barroso (Tiago)
31 - Cida Micossi

 

 

 

Aquela música...

Ilze Soares

Que embalava nossos momentos,
aquecendo nosso coração,
despertando muita emoção...

Aquela música mexia com nossos sentimentos!
Mas... acabou, evaporou-se no tempo,
nos deixando apenas a solidão....

Ah, aquela música linda, que tanto nos marcou!

Hoje jaz num canto da memória, não mais tocou...

 

 

 

 

A MAIS LINDA CANÇÃO

Marcial Salaverry

A mais linda canção,
sai de nosso coração,
ao estarmos amando...
O amor nos dominando,
a ele nos entregando,
esta melodia dançando,
esta música suave
que nos embala a alma,
uma dança que excita e acalma...
Não temos necessidade
de tentar a felicidade,
porque de verdade,
já a temos dentro de nós...
Nossos corpos se entendem,
e a esta música se rendem...
Vamos então o amor viver,
enquanto música houver...
Essa é a vida
sem despedida...
A música de nossa vida...

 

 

 

 

Aquela música...

Cássia Vicente

Quando ouço aquela música que diz:
"...dormir no teu colo é tornar a nascer..."
renasce em mim nossos momentos.
e eu...
sinto tanto a tua falta,
que chego a sentir o calor do teu colo.
Finjo não perceber as tuas mãos
em meus cabelos.
Tua voz, por mais que tente não escutar,
soa nítida pelos meus poros,
arrepiada sinto assoprar em meu ouvido:
Eu amo você.
E eu...
não consigo disfarçar a saudade
e desabam lágrimas da paixão
que ainda tenho por você.

 

 

 

 

A NOSSA MÚSICA

Maria Luiza Bonini

A nossa música
Tem o recato silencioso de uma pausa
Quando em suspiros , nos perdemos
Envolvidos por tanto amor, que se exausta
Aos limites do sentir, que imortais, podemos

A nossa música
Tem um suave sussurrar em meus ouvidos
Quando notas sonam num doce pianíssimo
Dizendo do amor que nos faz unidos
Provocando arrepios, em perfeito uníssono

A nossa música
Tem a agilidade das pequenas fusas
Que, ansiosas, querem chegar ao prólogo
Ávidas por presenciarem o nosso diálogo

A nossa música
Tem a serenidade de uma serenata
Aquela que disseste ser minha em teu canto
Naquela madrugada em que revelamos em prantos, nosso amor

SP. 25.10.09

 

 

 

 

Aquela música

A música que voce me dedicou...
Tão linda e suave como nosso amor,
em meu coração pra sempre ficou!

Sei a letra de cor
e jamais dela me esquecerei...

Pena que só isso restou
daquele grande amor
que pra sempre me marcou!

Dany Burgueira

 

 

 

 

AQUELA MELODIA...

Suave apaixonante
Tocando na vitrola do quarto
Entre beijos vibrantes
Nossos corpos se entrelaçavam
Rolando abraçados na cama.
Aquela melodia
Som mágico inebriante
Está na mente ainda viva
Tocando no céu em pranto
Ungindo de amor a nossa vida
De amores aureolados de sonhos
No amanhecer de cada dia...

Luiz Gonzaga Bezerra.

 

 

 

 

Aquela Música

Neusa Mucci

Se ouvires o canto do vento
a soprar aos teus ouvidos
saibas que fui eu quem o compus
para que ouças os sustenidos
São palavras de pleno amor
numa canção de carinho
ouvindo-a serás abraçado
não ficarás mais sózinho
Só assim posso te alcançar
através dessa amplidão
por ti irei sempre musicar
mesmo que não ouças a canção

 

 

 

 

Aquela Música

No dia em nos conhecemos,
Era uma noite de luar,muito iluminada.
Foi a primeira vez que nos amamos
Ao som de uma linda música...

Foi uma sensação maravilhosa
Te senti forte e frágil
Um homem e um menino...
E assim, amanheci te amando.

Com aquela música suave
Palavras doces em meu ouvido
Dançamos por todo nosso universo
Encontrando para sempre a felicidade...

Sandra Galante

 

 

 

 

MÚSICA DIVINA

Odir, de passagem

Ah! murmurejo dos ventos
que alcançam meus pensamentos
com bemóis e sustenidos!
Cantatas cheias de encanto,
com prenúncios desse canto
de acalanto em meus ouvidos!

Ah! sonorosas ramagens
vibrando as suas folhagens
ao vento, em novas cantigas
e solfejos de antecanto
de amor e paz, em precanto
de dóceis vozes amigas!

Ah! livres aves canoras
volateando às auroras
os seus gorgeios suaves,
trilando pelas alturas
das sonatas as mais puras
enquanto encanto das aves!

Ah! sons sublimes, etéreos,
os seus lúbricos mistérios
em meu coração abrigo,
quando deles imagino
como um madrigal divino
falando de amor comigo!

Ó manto azul dos arranjos
dos querubins,dos arcanjos,
nas partituras dos céus,
purificai-me os momentos
de doces encantamentos
das musicatas de Deus!

oklima

 

 

 

 

Aquela música.

Aquela música que flutuava no salão,
E nos fazia tremer de emoção
Com arrepios de sensualidade,
Era um Tango que varava a noite calma
Enchendo de carícias nossa alma,
Transbordando a sexualidade.

Era o Tango que nossos corpos unia,
Na leveza dos passos em harmonia
Na cadência febril da emoção.
Aquela música tocava a nossa essência,
Mistura de malícia e inocência,
Atingindo certeira, o coração.

Aquela música ficou na minha memória,
Parte importante da nossa história,
Que o tempo, implacável, apagou.
Ainda ouço aquela música tocar,
Nas noites cintilantes de luar...
Dançando ao amor que em mim ficou.

Nilda Dias Tavares.
Rio de Janeiro.

 

 

 

 

SIMPLESMENTE HÁ

Esta é a noite de todos os amores.
Simplesmente foram ditas, acima dos rumores,
as palavras mágicas que te salvam ou te perdem...
Simplesmente há no ar, suave e insidiosa melodia
daquelas que te conduzem pelo céu de precipícios...
Já não cabe fuga, desculpa nem tardios cuidados,
Simplesmente há, neste amar, toda a virtude e todo vício
dualidades extremas de sentimentos desvelados...
Simplesmente há...eu, tu, música e toda esta poesia.


(Ju Armos)

 

 

 

 

AQUELA MUSICA

Aquela musica, que sempre ouviamos, enquanto enamorados,
Fazem ainda em nossos corações estragos,
Pois que linda emoções sentimos ,
Ao compartilharmos estas canções,
Embalados por amores e suspiros, delirios de nossa paixão.

Dely Thadeu Damaceno
Piracicaba-São Paulo

 

 

 

A NOSSA MÚSICA

Naidaterra

Nunca estou ausente das coisas
que me são importantes...
Amo o mar, o sol, o luar, a mata,
enfim amo toda a natureza.
Sou uma andarilha e gosto de caminhar
sem rumo, sem destino...assim sou feliz...
Quando caminho ouço a nossa música,
eu e ela somente, sinto o meu ser
expandir-se sem limitações,
e em paz...
É quando me encontro com você,
no astral...

 

 

 

 

Aquela música

Cibele C. Teixeira

"Garota você é uma gostosura,
foi proibida, pela censura..."
Era carnaval. Eu te amava.
E a música tocava...
Nos braços, você me apertava
e a gente se beijava.
O desejo que aflorava
era, por nós dois, contido,
já que ter intimidade,
com a minha pouca idade,
era fato proibido.
Saíra de casa, avisada:
- nada de ficar agarrada
nos bailes de carnaval,
porque isso, pega mal!!!
E a orquestra parou...
nossa música acabou.
Como na canção do Roberto,
eu digo de peito aberto:
" o que foi felicidade,
me mata agora de saudade..."

 

 

 

 

Aquela Música

Que um dia me dedicou,
do meu coração não se apagou...
No meu pensamento,
ela ficou...
Na minha velha vitrola,
sempre tocou,
que hoje já não existe,
quantas saudades você me deixou...

Magaly Zingaro
(Maga)

 

 

 

 

Aquela Música

Roze Alves

Lembro como tudo aconteceu
Você revirando as coisas no porão
Achamos a partitura, sua mão tremeu
Estava tão oculta naquele balcão...
Deveria tocá-la?
Seu avô a compôs para quem?
Nada, não tinha o nome de ninguém
Você tocou aquela maravilha, emocionei
Ali, meu primeiro beijo de amor ganhei
Outros rumos na vida seguimos
Sei porém, que ainda lhe sou querida
Aquela música que descobrimos
Será sempre minha por toda minha vida.

Amanhecer-M
RJ: 17/01/2010

 

 

 

 

A NOSSA MÚSICA

Isabel Passos

Ao som da nossa música
Mil vezes nos beijávamos
Em extâse nos amávamos...
Pela janela entrava a luz do luar
e a música continuava a tocar...
Hoje que estás tão distante
Por esse mundo, errante,
E escuto a nossa música
Meu coração, dilacerado, chora
pelo amor que foi embora
Deixando a saudade e eu, na solidão
Escutando a nossa canção...

 

 

 

 

Aquela Música

É passagem no trem da imaginação
Com assento na cabine da recordação
Que embala doces momentos vividos
Sentimentos adoráveis e transbordados
Pela juventude deste apaixonado coração
Trás para o presente lá do passado
Tal como conto de fada contado
Dias trilhados na insegurança da juventude
Em que te olhava, minha doce encantada
Meiga, alegre e carinhosa namorada
E vivia angustiante inquietude
Sem saber se poderia de ti desfrutar
Para sempre nossa sonhado caminhar
Hoje aquela música e nosso embalo
No vai e vem de cada dia do nosso amar
E quando a ouço, o mundo pára, me calo
Pois já sei, ela só inspira o meu sonhar
Para dizer-te para sempre vou te amar

Lúcio Reis
27/01/10

 

 

 

 

NOSSOS MOMENTOS

*Gilda*

Como essa música me
emociona...
Me lembra você com
sua ternura, carinho,
paixão, sedução...

Nosso momentos...
Nossos abraços, carícias,
tesão a flor da pele...

Me lembra teus beijos,
tuas mãos me tocando com volúpia me desnudando e possuindo como louco...

O tempo que passa rápido demais...
a delícia do nosso cansaço ...

As bobagens que falávamos e riamos de nós mesmos...

Teu sorriso gostoso, teus olhos serenos e expressivos que com ternura me olhavam...

Tudo agora tão distante
tua ausencia forçada...

A falta de comunicação
Teus olhos que só vejo quando fecho os meus e
me recordo do brilho dos teus...

Teu corpo no meu...
côncavo e convexo...
perfeito...

Ah meu amor....
que saudade...
que tristeza...

Morro a cada dia com tua ausência...
Agoniza em mim a poesia...

Já não consigo ver graça
nas coisas corriqueiras da vida...

O sol se esconde triste
A lua nossa amiga está séria
e as estrelas brincalhonas
já estão sem graça...

Me veem caminhar pela praia deserta olhando o horizonte buscando-te...

Mas sempre volto cabisbaixa e triste...
Mais um dia sem te ver...
Saudade...
muita saudade...

 

 

 

 

AQUELA MUSICA.

Heloisa Abrahão.

Ah...aquela musica de novo!
Novamente não sei o que fazer,
Vontade de correr, de não ouvir,
Voltam as imagens, voltam as emoções...
Meu coração bate acelerado
Meu pensamento tem vida própria.
Volto no tempo, não há como recusar,
E nem como recuperar.
Por isso cada vez que escuto essa musica
Não sei o que faço, se canto ou choro,
Se curto ou corro. A pagina foi fechada...
Mas sempre que tocar aquela musica,
O passado como fantasma volta, mas
Teve que ser assim, ter aquele fim.

(SC-27/10/10).

 

 

 

 

A NOSSA MÚSICA, AMOR!

Vera Hernandez
( GAMINE )

A nossa música , amor...
Sempre terna e eterna...
Doce música essa que embala
nossos corações e nos faz reviver, renascer.
Somos duas almas que se abastecem dela...
Somos românticos...
Somos apaixonados...
Somos pura ternura, pura loucura...
Somos amantes...
Somos amigos...
Nessa música que nos embala
cometemos loucuras de mim!

PS: EU TE AMO

 

 

 

 

NOSSA CANÇÃO DE AMOR

Eri Paiva

Para nós,
Uma canção eu fiz.
Ela diz
Que um amor,
Tão bonito assim,
Não pode jamais
Ter fim.
Vem comigo ver
O sol nascer,
Outra vez,
Lá no horizonte.
Façamos uma ponte!
Vamos lá buscar
A magia, o calor
Para o nosso amor
Que, tão bonito assim,
Não pode jamais,
Ter fim.

Em 13.05.2008

 

 

 

 

AQUELA MÚSICA

Humberto - Poeta

Aquela música que ali tocava
quando contigo algum olhar trocava
foi o princípio desta nossa história.
Esquecê-la não mais eu poderei,
pois foi ouvindo-a que te conquistei
e pela vida inteira a guardarei
no cantinho mais doce da memória!

 

 

 

 

Música

Se tem algo que me traz lembranças
é a música
para cada momento uma ficou no pensamento
para cada amor uma ficou no coração
e assim viajo pelas músicas
quase todas me trazem recordações
carregadas de emoções
algumas felizes
outras tristes
mas que fazer
se a música as traz
aceito
com ela me envolvo
não as escolho
deixo fluir...

Marly Caldas

 

 

 

 

AQUELA MÚSICA

Eugénio de Sá

Toda a música nos arrebata a alma
E voamos com ela em estesia
Nos acordes divinos de uma Ave Maria
ou de uma doce valsa bela e calma

E nos momentos altos da existência
Igualmente vibramos enlevados
Matamos as saudades com um fado
E num Te Deum choramos a ausência

Ao som de um stradivários viajamos
Num Strauss qualquer de uma quimera
Embalando o amor com que sonhamos

E qual gaúcho em mágoas envolvido
Sentamo-nos nostálgicos ao fogo
Ouvindo uma balada sem sentido

 

 

 

MÚSICA DIVINAL

Wilson de Oliveira Carvalho

Sempre existiu em meu íntimo,
os acordes de luz de
uma divina e verdadeira música.

São violinos executados
por arcanjos, a sublimar
os caminhos por onde
tem-se de passar.

Música, muito mais emoção
vividas ao lado
de quem se quer bem.

Porém, pertinaz condutora
de lembranças, e ainda que sejam
melódicos seus caminhos nos elevando
aos céus, quase sempre nos
fazem dançar sozinhos...

Ah, arrebatadoras músicas,
ritmo de sonhos, conjuntos de sons
a embalar as fantasias, até daqueles que
nada tem, assim como eu...

 

 

 

 

Juntos

~Katarina Madeira~

Foi ao som daquela musica
Que por ti me apaixonei...
A nossa primeira musica...
A letra dessa canção
Ficou para sempre lembrada
No nosso baú fechada
Como sendo uma das mais ternas
e amadas recordações

Foi numa noite encantada
Que decidimos mais tarde
Dançar essa melodia
Com sonhos em sintonia

E dançamos sem parar
Deslizando pelo ar
Com um olhar apaixonado...

Teus olhos fixos nos meus
Sem nunca se desviarem
Fizeram juras de amor...

Os corações prometeram
No silêncio desse olhar
Que ao som dessa melodia
Juntos iriam ficar

 

 

 

 

AQUELA MÚSICA

Mifori

Quando ouço aquela música,
vôo mais alto que as águias pelo ar,
misteriosamente deslumbrante.
É como a primavera...
O perfume e o colorido das flores!
Esquece-la?... Jamais!
Para que?... Ela é linda demais!
É como o brilho de uma estrela,
que ninguém pode apagar!
Vida, que não se pode perdê-la!
Quando ouço aquela música,
tenho os melhores momentos,
só boas lembranças!...
Lembranças de um período de paz!
De ótimas alianças.
Aquela música me traz
a beleza que conforta...
Um deslumbramento de luz ao coração!
Que a ninguém mais importa,
a não ser a minha vida de então!

(SJC: 1-02-10)

 

 

 

 

AQUELA MÚSICA

Rute Seubert

Estou ficando triste ao pensar
nas musicas do calendário do tempo.
Será amor? saudades?
Ciúmes do tempo que se faz distante?
Que trara de mais belo a uma lembrança?
Que o som de uma bela musica marcada pelo tempo?
Tantas são as lindas melodias,
que neste momento ouço em silêncio
o gotejar de uma lágrima
fazendo o mais belo som
deixando meu coração vibrar
de felicidade a ponto de chorar.

 

 

 

 

Aquela música

Foi aquela música suave, terna, inebriante,
que nos enlaçou, um dia, pela tardinha,
foi a melodia cadente soando no sol posto,
que, como carícia aconchegante,
uniu, no nosso rosto,
minha boca à tua e a tua à minha.
E aquela música dizia coisas de encantar
em cada nota que lançava ao ar,
como se as aves do céu se juntassem em coro;
soava, no ouvido, tal qual a sinfonia
que interpreta, com num choro,
o nosso eterno namoro,
na letra duma linda poesia.
Foi aquela música escutada pela vida fora,
que sempre nos acompanhou,
que nos fez vencer tantos abrolhos,
a luz que, à nossa frente, nos guiou
pelo caminho certo e que, até agora,
nos fez dar as mãos, de olhos nos olhos.
Foi, pois, aquela música um elo de união,
uma vontade de, a dois, viver a vida,
foi concerto, foi ópera, foi hino,
foi uma linda canção
guiada por batuta de mestre, bem regida.
Aquela música foi sopro divino.

António Barroso (Tiago)

 

 

 

 

AQUELA MÚSICA

Aquela música que ouvíamos
Sempre que nos encontrávamos
Era bálsamo aos meus ouvidos
E eu sorria num gesto tímido.

Aquela música tão envolvente
Foi lançando a semente
Num coração já tão sofrido
Da vida desiludido

Aquela música me fez chorar,
Me fez sorrir e também sonhar
Aquela música me fez dançar,
Mas hoje só há saudade no ar.

Cida Micossi
Santos, 06/02/2010

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.