PARTICIPANTES

 

01 - Ilze Soares
02 - Antonio Barroso (Tiago)
03 - Luiz G.Bezerra
04 - Marcos Toledo
05 - Vera Hernandez
06 - Arianne Evans
07 - Marly Caldas
08 - Wilson Sanches
09 - Sandra Galante
10 - Marcial Salaverry
11 - Eduardo Gragnani
12 - Beki Bassan
13 - Antº Cícero da Silva
14 - Lurdinha Antoniete
15 - Malu Novo
16 - Dilma Suero
17 - Candy Saad
18 - MªOlga de O.Lima
19 - Isabel Passos
20 - Nicola Araujo
21 - Dioni F.Virtuoso
22 - Maria Zélia Gomes
23 - Marlene Vieira Aragão

 

 

 

Bordados da Vida

Ilze Soares

Com uma linha dourada,
costurei uma colcha,
juntando retalhos da vida passada...
Entre a lua e a estrela prateada,
bordei as árvores que rodeiam
um certo castelo encantado...
E no meio da sombra misteriosa,
bordei o sonho da mulher apaixonada...
Lindo, suave e delicado,
como a alma dos enamorados.

 

 

Bordados da vida

António Barroso (Tiago)

Num pano de cambraia, transparente,
depositei minha vida
e, de seguida,
com finas agulhas de croché,
comecei, lentamente,
a fazer o rodapé
duma infância despreocupada.
A pequena flor que a linha fazia
era uma primeira namorada
e o despertar da poesia.
No entrançado do meio,
os desenhos, ainda incompletos,
eram um enleio
já recheado
de filhos e de netos.
E o tecido de cambraia mantinha
a imaculada brancura
duma velhice tracejada
linha a linha,
mas aquele pano tinha a formosura,
inacabada,
duma quase despedida
do croché, ao longo dos anos, feito,
porque seguiu sempre a direito
o bordado da minha vida.

Parede - Portugal (03-07-2011)

 

 

O Sol escondido por trás da montanha
Anuncia que já começou um novo dia
De sonhos, encantos e de muitas emoções
Para você que vive com esmera euforia
Que ama e canta o amor em rimas e canções
Que carrega em si o amor e gosta da vida...
Bendito seja o amor que nos une
nessa arena que chamamos de vida...

Luiz Gonzaga Bezerra

 

 

Bordados da Vida

Com agulha nas mãos meu dedo furei
a ponta sangrou, ai eu lembrei

de quando voce foi embora
e meu coração levou

teciamos uma vida juntos
a cada linha trocada
uma lembrança era me dada

o bordado me animava
de mãos dadas com voce eu lembrava
que voce tinha medo do futuro
agora sei o porque do medo
voce nao me amava.
e, em pouco tempo me deixava

amém
Marcos Toledo

 

 

VIDA!

Vera Hernandez

Saudades de mim?
Por que, VIDA?
Por que tanta saudade?
Saudades do que poderia ter sido e não foi.
Saudades dos meus abraços...
Do calor do meu corpo...
Do meu desejo de estar sempre em teu corpo colada.
Não sinta saudade!
Sinta felicidade de ser amado e amar
essa menina que é toda tua
e sempre será.
Não te lamentes...
Foi lindo!
Mas não poderia acontecer.
Não poderíamos ser um do outro.
A vida não deixou...
O mundo não quis...
As condições não foram favoráveis.
Portanto, curta o pouco que tens de mim
e que tens direito a curtir.
Sou toda tua...
Amante,
amada,
menina,
mulher,
terna e eternamente apaixonada.
Essa tua saudade de mim...
Esses bordados da vida...
São minha loucura!

PS: EU TE AMO

 

 

Bordados da Vida

Com os suspiros das madrugadas lânguidas,
bordei nossos dias plácidos; com a fortaleza
das montanhas eternas, o amor que nos une;
bordei com o trinado do cardeal, essa paixão que
nos envolve sempre; com o exuberante colorido
que só a primavera possui, bordei nossa união
encantada, entremeando com flores e fadinhas,
borboletas e beija flores, bordados com linhas
de ninhos de melros encantadores; com fios de
água bordei a tristeza e de raios de Sol toda nossa
alegria, para vermos que aquela dura só o tempo
que leva até que esse chegue e tudo ilumine! E
dentre essas filigranas coloridas, ficaram para
sempre, guardados, os bordados da vida...

Arianne Evans

 

 

bordado da vida

ainda não terminei
e nem sei quando acabarei
esse bordado parece não ter fim
mas não desistirei
pois sei o quanto lindo ficará
devagar o vou bordando
cheia de alegria e esperança
por que me apressar?
se a vida para mim é uma criança....

marly caldas

 

 

Bordado da Vida

Numa colcha de cetim de vida
Bordei os anos vivdos
Cada ponto de sonho
Trançado com linha de saudade
O desenho da alegria tenue
Pintado com cores de infancia
Tracejados por pontos de desilusão
Numa aquarela florida de amor
Colorida por tons de paixão

Wilson Sanches

 

 

Bordados da vida...

Bordei uma colcha em retalhos de cetim
Nela coloquei todos os meus desejos e anseios
Bordei meus sonhos com flores de jasmim
Teci com amor todos os meus versos...
Bordei com carinho e atenção
Os bons momentos do nosso amor
Para que perpetue a nossa paixão
De dois seres que se amaram com ardor.

Sandra Galante.

 

 

NÓS E NOSSOS NÓS

Marcial Salaverry

Nós precisamos nossa vida acertar,
e um dia temos que a desatar...
Esse dia, dependerá de nós...
Basta sabermos desatar os nós
que nos prendem a vida,
impedindo-nos de vive-la
como ela merece ser vivida...
É fácil viver a vida,
ela só precisa ser entendida...
Entender que o simples fato
de estarmos vivos,
já deve ser comemorado...
São lições necessárias,
para vencer dificuldades várias...
Saber superá-las,
ensinando-nos assim a viver.
para que a vida saibamos merecer...

 

 

Minha linha imaginária que,
presponta como pano de fundo o céu ,
entre nuvens postadas irreverentes, deixo-me em viés.
Solto versos em brados
em memória curta que,
despejam sólidos sentinmentos de solidão algoz.
Tantas emoções que deliram tropicais,
dizeres que encantam anormais.
O sol escondido apropriou-se da minha sombra,
deixou-me ao rumor da lua. Um dia terei sombra própria,
farei de minha saudade esquecida.

Eduardo Gragnani

 

 

BORBADOS DA VIDA

Beki Bassan

A vida nos leva a varios caminhos,
como quando bordamos um vestido,
precisamos escolher o tipo que queremos,
para depois não nos arrepender.
É preciso saber o que se quer,
pois se trocamos o ponto,
mais tarde fica difícil de consertar.
Por isto aconselho a viver a vida,
com pontos que sabemos fazer,
pois só teremos alegria.
A vida é linda e nos ensina
como borbá-la,
mas não tente tapear,
pois encontrarás mais adiante,
serias dificuldades.
Vamos fazer por merecer a vida
nesta Terra e aproveitar cada segundo.

 

 

BORDADOS DA VIDA

Antonio Cícero da Silva(Águia)

Os bons momentos da nossa vida
São marcados com bordados de ouro
Que entre fantasias e realidade,
Cultivamos o amor com música suave.
Os bordados da nossa vida...
Foram preparados com muito carinho
E quem nos une é o perfeito amor,
Dádiva impar de grande valor.
Cultivamos os mais belos encantos
E as emoções fazem parte do belo evento,
Do qual estamos a participar
E bordamos com euforia, formosura
E muito afeto a bailar...

 

 

Bordado da Vida

Nos fios do destino
A vida tece um bordado.
Entre cores e texturas
Um mundo se constrói.
Muitas tramas, muitos dramas,
Pérolas de sorriso e de lágrimas
Se perdem entre fios...
E a vida vai tecendo um lindo bordado
Às vezes negro, outras vezes dourado
Seu trabalho é lento... é perfeito..
Num ir e vir tudo ela transforma
Tudo ela renova, inova
Dá sentido à cada alma que sonha
Dá vida à vida que espera ansiosa

Lurdinha Antoniete

 

 

Bordados da vida

Quando pequena bordei e pintei
Por todos os cantos da casa que brinquei

Depois de crescida bordei e colori
Sonhos de amor eterno
Desde o instante na memória gravado
Quando o amor eu conheci

Hoje tenho minha colcha de retalhos construída
Impresso nela, cada pedaço da minha vida.
Numa história cheia de emoções e nuances tecida...

Malu Novo

 

 

BORDADOS DA VIDA

Um dia encontrei um pano bordado
com rendas, tecido bem decorado,
porém, pelo tempo guardado,
estava todo amarelado.
Do fundo da caixa que o retirei
havia traças, insetos infectos.
Aí então foi que me lembrei
que aquele bordado fazia parte
do meu enxoval, do qual não casei,
e do homem de outrora que me apaixonei!

Dilma Suero

 

 


Estrelas bordaram no céu

Candy Saad

O universo conspirou a nosso favor
As estrelas bordaram no céu
Um caminho para nós
Clareado pela lua
Enfeitado com rósea nevoa
Com perfume de camélias
O nosso encontro foi
O cintilar da felicidade
Um poema de amor...

 

 

Bordados da Vida

Maria Olga de Oliveira Lima

Bordei a vida de sonhos...
Viajei mares, terras, luares...
Pintei tudo do mais lindo colorido.
Vesti-me em cambraias e cetins.
Senti-me um querubim
Amado e desejado.
Troquei a fantasia!...
Magia... alegria!...
Devaneios... encantos tantos...
VIVI.
Parti daqui... fugi dali...
Deixei a vida passar...
Envelheci...
Agora
Em que o vigor vai embora,
Olho o céu, a lua,
O mar, o luar...
A gaivota a voar...
E me pergunto:
Que fiz de mim??
Por que dores??
Onde deixei minhas flores...
Meus amores
Meu perfumado jardim??

 

 

Bordados da Vida

Isabel Passos

Quando cheguei a este mundo
esperava-me uma vida florida
de bem querer, de amar profundo.
Cresci, e o pano que me cobria, de seda pura,
tornou-se de uma consistência mais dura,
mais difícil de nele bordar a paz, a alegria,
a amizade, o amor e fraternidade a cada dia.
Porém um macio veludo foi o tecido
que, com amor, foi-me oferecido
para tornar mais fácil o bordar
das agruras que me esperavam.
E foi! Pois até hoje tudo consegui ultrapassar,
com a cumplicidade daqueles que me amavam.
Bendigo a Deus por todas as graças recebidas,
pela força nas contrariedades sofridas.
Seja em linho, ou em estopa entretecida,
são os bordados da vida.

Lisboa - Portugal

 

 

BORDADOS DA VIDA

Fiei linha de prata
Emprestada dos raios da lua
E fiz um vestido de cambraia
Feito tufos de nuvens brancas
Para minha vida vestir

E ela bordou os sonhos
Rendados de amor
O sorriso a alegria
O brilho do olhar
A fantasia

Bordou em pedraria
Com toda maestria
O desamor as desventuras
As tristezas e os desenganos

As lágrimas ela bordou
Bordados vincados
Bem registrados
Crivados na memória
Jamais esquecidos
Este é o legado

Nicola Araujo

 

 

Bordados da Vida...

Dioni Fernandes Virtuoso

Recebemos de Deus ao nascer,
agulha, linhas e fino pano,
faz parte de seus planos
o registro da arte de nosso viver...

O desleixo do mal dado ponto,
é a insatisfação na trajetória,
que borda o seu desencanto,
a pontos frouxos da história...

Os momentos de felicidade,
vividos em qualquer idade
com fios de ouro são bordados...

Que o Divino Deus não deixe
que à Sua presença eu chegue
com os bordados da vida inacabados...

 

 

BORDADOS DA VIDA

Maria Zélia Gomes

Bordei em peça de linho
Segredos do meu carinho
Em ponto de pé de flor
Bordei de cores variadas
Silêncios de madrugadas
Ecos de um grande amor

No bordado pranteado
Onde deixei meu pecado
Por ter amado demais
Uma nuvem densa e forte
Veio segredar minha sorte
Nela deitei os meus ais!

04.11.201

 

 

Bordados da Vida

As sensações de alegria...
As sensações angustiosas
Olhar que tudo alivia...
As mãos sempre afetuosas...
Uma chaleira que chia...
Um perfume no ar, de rosas...
Aquela descortesia;
Aquela frase astuciosa;
O pecado que se expia;
A criança caprichosa...
No fim tudo é harmonia
Fruto de mão operosa;
São bordados com magia
Pra uma vida venturosa.

Marlene Vieira Aragão

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

.~.~.VOLTAR.~.~.