PARTICIPANTES

 

01 - Ilze Soares
02 - Marcial Salaverry
03 - Magaly Zingaro
04 - Sandra Galante
05 - Tiago
06 - Mª Olga Lima
07 - Nilza S.Rossi
08 - Naidaterra
09 - Edson Antº Di Piero
10 - Eri Paiva
11 - Arianne Evans
12 - Rute Seubert
13 - Marcos Toledo
14 - Cibele Carvalho
15 - Ary Franco
16 - Maria Tomasia
17 - Clara da Costa
18 - Nyl Gar
19 - Rositaspain
20 - Dilma Suero
21 - WSanches
22 -Nidia V. Potsch
23 - Humberto - Poeta
24 - Mavi Lamas
25 - Luiz G. Bezerra
26 - Celito Medeiros
27 - Marly Caldas
28 - Wilton A. Reis
29 - Celina Miranda
30 - Eugenio de Sa
31 - Sueli Espirito Santo
32 - Isabel Passos
33 - Mifori
34 - Marinez Stringheta
35 - Dely Thadeu Damaceno

 

 

 

Noite de Solidão

Ilze Soares

Paisagem desolada,
folhas mortas caídas no chão...
Como meu coração,
a natureza chora, abandonada.
O dia acabou e a noite trouxe
a triste solidão,
com suas garras frias,
espantando minha natural alegria...
Tem nada não...
Amanhã é outro dia
e a paz e harmonia me farão companhia!

 

 

NUNCA ESTAMOS SÓS

Marcial Salaverry

As duas melhores companhias que temos...
O Amigão, e aquela simpatia que nos olha
do outro lado do espelho,
portanto, nunca estamos sós...
Além da Eterna companhia,
que nunca nos deixa,
e escuta nossa queixa...
Ainda nos temos,
e no espelho sempre vemos,
quem sempre está a nos acompanhar,
e a quem sempre devemos amar...
A interior solidão,
é que faz mal ao coração...
Tendo amigos, uma gostosa amizade,
nunca sentiremos saudade,
e poderemos sentir uma quente felicidade...
E essa felicidade sempre nos acompanha...
E amizade, não é qualquer um que ganha...
Só pessoas especiais...
Especiais, por reunirem merecimento,
e sempre sentindo essa alegria no coração,
sendo essa a razão
de nunca estarmos sós...

 

 

Noites de Solidão

Magaly Zingaro
(Maga)

Noites e noites se passaram,
aqui neste lugar escuro,
sem esperança de sobrevivência
Nem água nem comida,
muito choro, desespero,
e oração!
Após 17 dias um alento
no fundo do túnel
uma esperança,
água,comida e comunicação
Finalmente após dois meses
resgatado vi novamente
a luz do dia....

 

 

Noite de solidão...

Ah! Como dói a solidão...
Que falta das nossas bocas lambuzadas
Do riso solto, do amor leve e doce,
Quero teu abraço quente a mão amiga,
Do olhar meigo com gesto de amor eterno...
Eu aqui sozinha nesta noite fria, só o vento me abraça
Está tudo tão vazio, nada tem graça
Só a solidão se fez presente...

Sandra Galante.

 

 


Noite de solidão


O luar já desceu, na noite escura,
mas nada me faz companhia,
acabou-se a luz do dia,
o silêncio é uma constante,
e só vislumbro a moldura
onde o teu retrato está colocado.
Tacteio a cama, a meu lado,
mas nada sinto, nada,
nem o teu beijo de ternura,
nem a carícia de amante
ou tua palavra enamorada.
Escuto, lá fora, o vento
assobiar como um lamento,
e a escuridão que me rodeia
são correntes feitas de laços
de que minha alma está bem cheia.
Falta-me o calor dos teus abraços
que me fazia pulsar o coração,
a cada beijo, uma batida,
eu quero a manhã, espero a vida
após tão longa noite de solidão.

António Barroso (Tiago)

 

 

Noite de Solidão

Maria Olga de Oliveira Lima

Tal uma folha caída
Em noite escura e solitária.

Assim sigo eu
Abandonada
À mercê do vento...
Atirada!...

Caminho... caminho...
Sem rumo... sem parada.

Quando a noite chega,
A solidão acentua.
Frio castiga...
Vida não muda.

Perdi-me nas horas
Trucidei sonhos...

Noite...
Solidão completa.
Vida? Sem meta!
Mãos... vazias!
Coração machucado arde!...
E, embora tarde
Clama e chama...
Por um pouco de Alegria...

 

 

Noite de Solidão

Nilza Stringhetta Rossi

A noite chega de mansinho
Vai entrando de fininho
Sem pedir licença
Do ambiente
Toma conta
Apronta
Rastros por onde passa
Escuridão
Sem graça
O dia nunca chega
Parece sossego do sol
Solidão arrasta-se noite afora
Eu com ela
Ela comigo
Faz de mim abrigo
Para ter 0nde pernoitar
Vejo uma janela
Vou até ela olhar
Para fora de mim
Assim
Computador
Mais uma noite passa
Sem pressa
Açoite
Saudade

Botucatu 20/10/2010

15h 30min.
Quarta feira

 

 

OLHEI A NOITE...

Naidaterra

Olhei a noite e vi
que o céu estava bordado de estrelas...
Marejou meus olhos e a saudade
beliscou meu coração...
Ah, Deus, livra-me desta prisão
e vão tormento que faz arder meu peito,
espinhos que não consigo combater...
O tempo passou mas não levou a dor
da minh'alma que chora sentida
nesta noite estrelada onde outrora
eu a contemplava junto com meu amor...
As estrelas permanecem,
a noite vai e volta, o tempo passa,
eu passo, só não passa
a saudade e esta triste solidão...

 

 

Solidão.

Quase sempre sozinho.
Estou só.
Ando assim.
Tão só.
Nenhum amor.
A solidão me acompanha.
Na curva de uma esquina.
Ela me acha.
A solidão me alcança.
Até quando assim ficarei?
Solitário na curva de uma esquina.
Ando assim.
Tão só.
Até quando assim ficarei?
Até encontrar meu grande amor.
Pode ser em uma esquina.

Edson Antonio Di Piero

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Eri Paiva

A noite chega e se vai...
Mais uma... e outra também!
Em cada noite que cai,
Fico a te esperar, meu bem!

Tu não vens!... e a solidão
Fustiga-me o centro do peito,
Faz chorar meu coração
Por tudo entre nós desfeito!

Na parede do meu quarto,
Tua imagem, teu retrato
Eu olho com toda ternura...

Olho-te e não me vês...
O dia amanhece outra vez...
Cai a noite... Só amargura!

Em 08. 11. 2010

 

 

NOITES DE SOLIDÃO...

Solidão é feito farpa de gelo que
vem de arco certeiro e rasga o
meu sensível coração, que ferido,
destila não sangue, mas água gelada
que corre nas veias, sem peias, inundando
meu corpo, atingindo minh'alma, meus
sentimentos e aí, despertando meus
medos, fazendo - me vislumbrar
nas paredes, espectros medonhos,
ao invés das sombras que causa o
pequeno lume da vela acesa sobre
a mesa e os meus sonhos que, em
meio ao silêncio doloroso, vou tentando
pôr no papel amoroso, que abraça
carinhosamente minhas letras...
Vivo à noite, rompendo madugadas
enluaradas, estrelas cintilantes que
vejo desaparecer da minha janela,
num instante de descuido, que as
horas são longas, mas existem aqueles
momentos intensos, cruciais, que
parecem ser muito mais...
Ansiosa, aguardo o dia, não para curtir
o Sol, mas para apagar - me a luz, e só,
mergulhar no nada, na profundidade de
um sono sem sonhos, encurtando o tempo
de vigília em que sei, enfrentarei mais
uma noite de solidão, dolorosa, como
sóem ser, as noites de solidão - saudades...

Arianne Evans

 

 

Noite de Solidão

Já não sinto mais solidão.
Aprendi que Deus preenche
todos os vazios.
Tive noites negras de solidão
Nem o céu se atrevia a mostrar-me
as estrelas, por mais que eu tentasse
ver, nem uma faísca de luz
se atrevia a brilhar.
Só via um longo caminho a trilhar.
Pela mágoa, inconformação,
ciúme e saudade.
Assim quase me esvai na solidão.
Foi quando nos braços de Deus
encontrei a Luz para o meu coração.

Rute Seubert

 

 

NOITES DE SOLIDÃO

Nas minhas noites,
não existe solidão...
Não a tenho sempre ao lado,
mas tenho seu coração.
Seu pensamento em mim
não me deixa abandonado.

amém
Marcos Toledo

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Cibele Carvalho

Noite de solidão...
Quando sinto a tua falta
ao toque da minha mão.
Quando sem ti eu me deito
sozinha, em nosso leito.
Quando apalpo o vazio
no teu lugar sempre frio.
Quando não me basta o dia
pra ter-te em minha companhia.
Quisera eu que a lembrança
da tua presença amada
me deixasse confortada...
Mas não!
Se não estás ao meu lado,
fico entregue à solidão!

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Espero por ela. Já vai alta a madrugada
Vagueio entre roseiras a meditar
Noite linda... como seria bom tua chegada
Por companhia, só minha sombra, obra do luar.
Há mais de três horas anseio por ela
Não reclamo, não temos hora marcada
Um vento frio sopra e me enregela
Fico firme, vale a pena ela ser esperada.
Por um momento pareceu-me tê-la sentido
Bem perto, bem próxima de mim
Ledo engano, brincadeira de Cupido
Exausto, minha esperança chega ao fim.
Volto ao meu quarto triste e desolado
Mas amanhã tornarei a aguardar
Certamente um pouco mais descansado
Impossível sem ti poder poetar.
Era Minha Inspiração que esperava encontrar
Caprichosa, feminina, ela não apareceu
Talvez ainda viesse me consolar ao deitar
Tresnoitado fiquei em vão até que amanheceu.

Ary Franco

 

 

NOITES DE SOLIDÃO

Maria Tomasia

Viro-me na cama
não encontro posição.
Minha alma flama
nada acalma a solidão
que de mim se acercou.
Por ti em soluços, clamo.
Não tenho o teu corpo
Colado ao meu,
Para me aquecer.
Abraço os travesseiros,
Mas, não consigo dormir.
Só tu, meu companheiro,
Consegues me cobrir,
Não permitindo esse vazio
Que a tua falta faz sentir.
Preciso que venhas logo
Para essa solidão suprir.
Só assim, acalmará o fogo
Que está dentro de mim.

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Clara da Costa

Nessa noite de solidão,
a saudade suspirava pela fresta da porta,
sem cerimônia,
sem ao menos pedir licença.
Tua presença bailava em minhas lembranças,
fez morada nos meu sonhos,
deixando a vida sem sentido,
os versos sem rima.
Nessa noite de solidão,
o tempo corria entre os dedos,
matando a esperança,
que fugiu com o vento
que sopra além do mar...

 

 

Noite de Solidão

Triste... solitária... carente... demente...
NÃO!!!
Apenas doente da alma!...
Entreguei minha vida a você, esperando que fosse me amar...
me mimar... me proteger... me amparar!
Noite de solidão? Muitas!
Angústia... frustração... desejos reprimidos... choros incontidos... aperto no coração...
e o dia que não amanhece!
Fui adoecendo... me perdendo de mim.
Até que eu percebi... senti... doeu... aprendi!...
Só eu posso conduzir meu caminho!
Fiz minhas escolhas... liberei meus desejos, minhas vontades, meu sentimento!...
Vou ser feliz comigo... assim posso fazer alguém feliz!...
Noite de solidão nunca mais!
Amar sempre...
Sofrer, jamais!

*NYL GAR*
10/11/2010
11:10 hs

 

 

Noite de solidão

Lá fora chove torrenciamente
Uma tormenta me apavora
Raios iluminam o céu
Trovões tampo os ouvidos pra não ouvi-los
Te procuro em busca de um aconchego
Voce não está
A solidão domina minha alma
Vou pra cama e o choro preso na garganta
Mais uma noite sem voce a meu lado.

(Rositaspain)

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

(Dilma Suero)

Noite longa, triste, sombria,
sinto tua falta em minha alcova.
A chuva cai incessantemente
como a chorar a tua ausência.
O vento frio entra pelas frestas
faz companhia à minha solidão.
sinto um imenso vazio em meu coração.
Se retornares ao meu aconchego
Não duvides... te darei meu perdão!

 

 

Noite de Solidão

Dia Finda,
Noite Chega,
A Solidão também.

Medo...
Tristeza...
Torpor...

Mais uma Noite de Solidão à acompanhar-me...
Sem amor...
Nem compaixão...
Só dor... "

WSanches

 

 


Noite de Solidão!

Nídia Vargas Potsch

Sussurro teu nome...
Num alarido louco
meu pensamento deseja
que ouças meu coração.
Por instantes vacilo,
cansada de tentar te envolver,
de amar-te tanto...
E a famigerada solidão
continua... continua...
...atormentando
desejos abortado...

@Mensageir@
Rio, 2010

 

 

NOITE VAZIA

Humberto - Poeta

Mais uma noite vazia
na minha cama sombria,
onde te esperei em vão...
Na taça o drinque ficou,
o meu cigarro acabou,
findou no CD a canção!

Te esperei mas não vieste,
nem mesmo te dispuseste
a um alô ao telefone...
Tua ausência... amargo cilício...
a solidão... o suplício
de mais uma noite insone!

Hás de estar num canto ou noutro,
decerto a sorrir com outro
por me imporem tal castigo...
A explicar-me não te afoites,
mesmo porque minhas noites
não mais hão de ser contigo!

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Mavi Lamas

È noite alta...E uma sala vazia
Só se sentia a solidão
A espera à espera...
Desordem nos pensamentos...

Preciso ser otimista...
Refletíu...
Dominada pelo segredo
Que tanto ocultaram...

Diante da televisão
A mulher tirou o vestido
E pegou o "descontrole" remoto

Sentiu os braços presos
No abismo de uma noite
Onde o centro
Era uma desligada televisão ligada

Lutou contra o irreal
Corpo antenado
Com o canal da vida

O vestido jogado
Desnundava a sala
A mulher
Braços desatados
Fecundava o espaço

 

 


NOITE DE SOLIDÃO.

O vente geme assaz
A noite tenebrosa mostra sua face
A morte se faz operaria da vida
Apagando sonhos nas ruas e vias
Ceifando o amor em revelia.
Olho pela vidraça do meu quarto
O som melancólico voando no ar
Deixando um rastro trevoso
Em cada esquina que passa
Deixa um rastro negro de dor...
Logo, a noite de solidão vai passar
Surgirá no horizonte o sol aureolado
Aquecendo a terra com seus raios
Renovando os sonhos e inspirações
Trazendo a cada alma a esperança
De viver os encantos do amor e da paixão.

Luiz Gonzaga Bezerra

 

 

Noite de solidão

celito medeiros

ah, quanto tempo já se passou...
quando aqui mesmo nos amamos
quanto carinho e promessa rolou
quando aqui tanto nos desejamos
ah, depois de passar tanto tempo...
a mesma praia e eu no desencanto
o livro apenas é meu passeio lento
páginas que não acabam o pranto
a areia quente onde nos amamos
em que praia foi parar meu amor
o enredo que nós tudo acabamos
por quê só restou comigo esta dor?
como substituir a noite de solidão?
por quê uns sofrem e outros não?

 

 

Noite de solidão

Quando as tenho
de quando em vez
os poemas transbordam
sozinha não fico
eles me fazem companhia
se a noite é de luar
os poemas são de amor
se a noite é de escuridão
os poemas são de tristeza
por isso ....para mim...
não existe noite de solidão

Marly Caldas

 

 

Noite de Solidão

Nas minhas noites de solidão
Sinto frio na alma e no coração
São noites longas, intermináveis!
Vejo imagens vaporosas e horríveis
O que fazer para livrar-me da solidão?
Procuro ler, escrever e fazer meditação.

A solidão é algo de que procuro fugir
É melhor sair, cantar e curtir
Uma boa companhia que me alegre,
Um porto seguro em que eu me apegue
Para me livrar dessa triste opressão
E trazer alívio e refrigério ao meu coração.

Então eu pego e toco o meu velho violão
Dedilho acordes que afloram com emoção
E canto muito com bastante vibração
Versos que exprimem toda minha emoção
E nesse elevado estado de espírito do meu coração
Digo: Sou feliz e e adeus solidão.

Wilton Almeida Reis
Vitória da Conquista, 29.11.2010

 

 

Noite de Solidão

Dalila Albuquerque

não poucas...
muitas noites são
as que passo pensando
no quanto vivi em vão.

Preencho vazios com músicas,
Espaços com orações,
Queixumes com poesias,
Enxugo as lágrimas com as mãos.

Minhas companhias são minhas lembranças,
Uma gata e uma velha cachorra...
Ninguém ficou em minha vida!
Nada impede que eu morra...

 

 

NOITE DE SOLIDÃO!

Celina Miranda.

Vivo minhas noites sozinhas!
Fico em meu amor a pensar
Onde estará meu amor agora
Que nunca veio me encontrar
Cada noite que passa
Vivo com meu coração a chorar...

Sem meu amor para me confortar!
Cada sonho que acabo de sonhar
De manhã ao acordar
Vejo que tudo não passou
De um belo sonhar
Todos dizem a palavra amor
Mas foi essa pequena palavra
Que partiu meu coração...


Amei como nunca, mas, irei amar!
Outro amor se um dia chegar
Não tinha motivos para me apaixonar
Mas não conseguia
Uma noite sequer passar
Sem sua bela voz escutar
Dizendo que me amava
Que esse sonho nunca iria acabar...

30/11/10.

SC.

 

 

Boa noite, solidão

Eugénio de Sá

Boa noite, solidão
Chegas um pouco atrasada
Mas não faltas, minha amiga
Ao convívio que te aguarda
Neste triste coração
D’uma ilusão exaurida

Boa noite, solidão
Amanhã cá nos veremos
Como sempre, à mesma hora
Foi promessa que fizemos
De renegar distração
E a esperança mandar embora

Boa noite, solidão
Senta-te à mesa comigo
Aqui bem perto de mim
Vê-me como um teu amigo
Nutres-me como melhor pão
Nas minhas noites sem fim

 

 

NO ESCURO DA SOLIDÃO

Sueli Espirito Santo

No escuro do meu aposento
começa o meu tormento
fantasmas começam aparecer
tantos, nem sei como me defender
tento as luzes acender
mas insistem em permanecer
são os fantasmas da solidão
que me invadem na escuridão
pois não consigo te esquecer

http://www.sue2001.recantodasletras.com.br

 

 


TRISTE NOITE INSONE...

Isabel Passos

Triste noite insone...
Minutos que duram horas,
E tu, meu amor, que tanto demoras!...
Não deixes que se aproxime de mim a demência,
Com tua longa ausência...
Vem pra mim, dá-me teu amor, enfim...
Triste noite insone,
Apesar de toda a sua beleza
Com a lua prateada,
Em trono de poeira de sonhos sentada,
E as estrelas cintilantes,
Oferecendo cenários impressionantes.
Triste noite insone
Que não termina jamais...
Esta cruel espera
Já me desespera...
Triste noite insone...
Finalmente, começa a dispersar,
Deslizando pra outro lugar...
Meu amor continua sem chegar!
O dia está a surgir...
O Sol a querer aparecer,
E aos corações tristes, aquecer.
Minha esperança a ressurgir...
Esta dolorosa escuridão,
Lentamente, liberta meu coração...

 

 

NOITE DE SOLIDÃO

Mifori

Nas noites de solidão...
P assa o vento num instante
retirando do jardim
o perfume inebriante
que voce deixou em mim.
Triste fica o coração!...

(SP: 01/12/2010)

 

 

Noite de Solidão

Passa a primavera
Vem o verão
É sempre noite
Em meu coração
Adormeço com
Tua foto na mão
Nesta noite ...
De solidão.

Marinez Stringheta/Mara poeta

 

 

Noite de Solidão

Dely Thadeu Damaceno

Semeio as minhas mágoas nos lençóis
Em forma de lágrimas caem vivas...
A tristeza corrói meu rosto, e avermelha
Meu ser está abalado pelo sofrimento
Tento disfarçar,mas não consigo mais...
Só o que há no meu peito é o lamento,
Cansado estou de ser maltratado/Sofro
Pela noites minhas lamúrias se esvaem
O que me restou agora só foi a solidão...

 

 

 

Arte Angela

Adaptado por Mara Pontes

 

Selo participação

 

.~.~.VOLTAR.~.~.