PARTICIPANTES

 

01 - Ilze Soares
02 - José Ernesto Ferraresso
03 - Antonio Barroso (Tiago)
04 - Humberto Poeta
05 - Suzete Palitos
06 - Cel (Cecília Carvalho)
07 - Gloria T. Marson
08 - Beki Bassan
09 - Rita Rocha
10 - Marly Caldas
11 - Arianne Evans
12 - Ricarda Maria
13 - Su Simon
14 - Nadir N. Giovanelli
15 - Mifori
16 - Clara da Costa
17 - Hilda Rosa
18 - Maria Thereza Neves
20 - Zenaide Giovinazzo
21 - Marcial Salaverry
22 - Mario Matta e Silva
23 - Rute Seubert
24 - Dany Burgueira

 

 

 

Sem Freios

No seu corpo ardente,
Pretendo cometer loucuras!
Minhas vontades,
Num misto de ousadia e ternura,
Se soltam livremente,
Sem freios e sem medidas...
Pura sensualidade.
O topo da felicidade!

Ilze Soares

 

 

SEM REPRESSÃO

Em seu corpo inerte nesse leito,
à espera que um desejo ardente
e fogoso, sacie tuas erupções
e tranforme em momentos
frementes de paixão.
Sem repressão e sem evasão,
ousado, satisfaço minha
curiosidade e meu insano furor
nessa explosão de amor.
Instante de satisfação!

José Ernesto Ferraresso

 

 

Sem Freios

Eu era um cavalo ardente, galopando
pela extensa pradaria do prazer,
sem freios, a qualquer hora.
Hoje, sou somente um burro manso
que tenta não se esquecer
daqueles tempos de outrora.

António Barroso (Tiago)

 

 

SEM LIMITES

Nesse anseio a que te prendes,
por que razão só pretendes
haurir variações sem fim?
Se tens tão louca ansiedade
de gozo e lubricidade,
satisfaz a tua vontade
dando gostoso pra mim!

Humberto – Poeta.

 

 

Sem freios

Perco-me de mim
E deslizo livre
Pela superfície de nosso encontro
Sem freios
Retenho o tempo
E desfaço das horas
A cada momento nosso
Sem freios
Voo segura
E aporto plena
Onde a felicidade se conjuga em nós

Suzete Palitos

 

 

Sem freios

Juventude que arrebata
se joga nos braços entre os abraços,
beijos molhados insaciáveis
o calor dos corpos em chamas
como se já não existissem
controle e freios ...

Cel (Cecília Carvalho)

 

 

Sem freios

Alegria de viver
jamais poderá ter freios;
sorrisos vão aquecer
todos os meus galanteios!

Glória T. Marson

 

 

SEM MEDO

Não existe freio quando se ama,
entrego-me de corpo e alma,
sei que receberei carinho naquele momento,
e não tenho medo de sofrer,
só saberei se matar a curiosidade.
Posso dizer agora que não me arrependo,
pelo contrário faria tudo novamente.

Beki Bassan

 

 

Sem Freios

Rita Rocha

Sem freios, que estranho título, pensei!
É verdade, a vida que está sempre a nos frear
é um tal de não pode isso, não pode aquilo, nem sei...
Desde cedo, especialmente a mulher.

Muitas vezes ela tem que se anular.
Há dias em que temos que nos fazer valer,
pra nos livrar dos freios que estão a nos travar
aí vem o choro, a discórdia e até o chantagear.

Temos que ter fibra pra botar algo melhor
Se deixar, chegam até a nos esporear.
Sem freios, tudo é mais aproximador
e fica bom demais a esta vida saborear!

Santo Antônio de Pádua, 16/09/2014

 

 

Sem Freios

são tantas coisas
nesse mundo desenfreado
que prefiro ficar calada
não quero perder meus freios
prefiro ficar alienada

marly caldas

 

 

SEM FREIOS

Estes instantes contigo
São tão breves, meu amor...
Porque sempre te demoras,
Passam céleres as horas,
Tão poucas, para este ardor!

Quero flutuar no sonho
Do amor mais doce e ardente!
Sem freios para os desejos ,
Quero cobrir – te, sem pejo,
De beijos incandescentes!

Quero deixar no teu corpo,
Trilhas, marcas de paixão,
Para que nunca me esqueças,
E ao lembrar – me, desvaneças,
Sentindo intensa emoção!

Arianne Evans

 

 

Sem Freios.

Meus sentimentos saíram galopando
na ânsia de te encontrar, oferecer
o que morava em mim de mais puro.
Foste o primeiro e único a saborear
o meu desejo, volúpia sem freio,
meu corpo inexplorado te entreguei.
Afogaste em meus abraços e beijos
sem pressa, sentí-me amada, acariciada
e em teu corpo molhado, nadei.
Hoje, tudo se foi, mas o meus sonhos
continuam sem freios, cavalgando na saudade
dos momentos de carícia e de mágico prazer.

Ricarda Maria

 

 

Sem Freios

Queria a total liberdade
para viver livremente ...
Ter asas de anjo ou pássaro
Voar céu afora, sentindo a brisa do vento
Queria uma vida sem freios...

Su Simon

 

 

Sem Freios

Vivo alegre livremente,
sem me conter, e sem freios,
poetizando simplesmente,
com doçura e galanteios...

Nadir Nogueira Giovanelli
São José dos Campos/SP

 

 

SEM FREIOS
Mifori

Sem freios sou ousada,
inconcequente,
sem sensatez.
Pelas emoções apadrinhada,
nem pareço gente,
caindo e levantando toda vez.
Não quero freios
nem arreios.
Quero viver despreocupada
a liberdade de amar,
sonhando um belo viver,
livre e solta como devo ser.
Quero o destino da Lua
que a todos pertence
e não é de ninguém!

(17.09.14)

 

 

SEM FREIOS

Clara da Costa

Ah, coração...
descuidado,
instigado,
sem freios!
Saudades
vontades
desejos moleques
fantasias.
Calam-se as vozes,
corpos se entrelaçam no silêncio
arranham as páginas do destino.

 

 

Sem Freios

HildaRosa

Sou livre como vento nas montanhas,
corro pela vida,
sem medo de amar,
caminho pelo tempo,
sem freios que me impeçam de chegar.

(22/09/2014)

 

 

Sem freios

Escorre a água dos rios,
das chuvas ,dos mares ,
das lágrimas...

Sem freios escorre do olhar,
da alma, a poesia nas ruas,
pontes e esquinas ...

Sem freio, o poeta
agarra as imagens, cores e
espalha os sonhos de liberdade!

22/09/2014

Maria Thereza Neves

 

 

SEM FREIOS

Ah esse amor sem freios
que me deixa bem maluca
é um caminho sem volta
quando beijas minha nuca...

Zenaide Giovinazzo
São Paulo/ 2014

 

 

BUSCA INCESSANTE DA ALMA GEMEA

Marcial Salaverry

Se segues caminhando,
em busca de quem estás amando,
tua busca pode ter cessado,
no caminhar perdido deste macho,
que atende teu apelo apaixonado,
em busca de um amor, eu acho...
E para que não mais lamentes,
aqui tens meus carinhos frementes,
que lhe são oferecidos simplesmente,
para que tua alma não mais se atormente...

 

 

DESEJOS À SOLTA

Teu corpo é meu abrigo
Nele me envolvo em ousadias
E te beijo loucamente
Tua entrega vive comigo
Desejos à solta, euforias
Horas ternas, fantasias
Tudo que a paixão consente!

MÁRIO MATTA E SILVA

 

 

SEM FREIOS
Rute Seubert

Como gostaria de viver uma vida sem freios.
Mas de uma forma ou de outra sempre estamos
alienados aos freios.
Queria ser livre como a água que cai no grotão.
Ela vai e não volta, não adianta reclamação.
Freios só para meu coração.

 

 

Sem Freios

Livre é meu pensamento,
Não aceita nenhuma prisão.
Voa sem constrangimento,
Conforme a situação.
Não aceita freios
Nem submissão.

Dany Burgueira

 

 

Edição Mara Pontes

 

.~.~.VOLTAR.~.~.