Participantes

01 - Isabel Passos
02 - Naidaterra
03 - Ilze Soares
04 - Marcial Salaverry
05 - Arianne Evans
06 - Ary Franco
07 - Cel (Cecília Carvalho)
08 - Ciducha
09 - faffi
10 - Nicola Araujo
11 - Graça Ribeiro
12 - Luiz Gonzaga Bezerra
13 - Maria Thereza Neves
14 - Vera Hernandez
15 - José Ernesto Ferraresso
16 - Beki Bassan
17 - Mifori
18 - BellVil
19 - Clara da Costa
20 - Itana Goulart
21 - Ivan Jubert Guimarães
22 - Maria de Fátima Delfina de Moraes
23 - Marcos Milhazes
24 - Rute Seubert
25 - Sandra Galante
26 - Wilton Almeida Reis
27 - Valdir Barretos Ramos
28 - Hilda Rosa
29 - Regina Silveira
30 - Magali Madeira
31 - Luiza Benício

 

 



OLHEI A NOITE ...

Isabel Passos

Olhei a noite e vi
Nuvens brancas formando tufos em bando,
Lentamentre deslizando pelo céu azuláceo;
Lua crescente, brilhante, fulgente;
Noite celestial convidando a sonhar...
O aviãozinho a luzir, cortava o ar,
atravessando o firmamento.
Nele viajou meu pensamento
levando minh'alma carente
de ti, terno e doce amor ausente...

Lisboa/Portugal

 

 

OLHEI A NOITE...

Naidaterra

Olhei a noite e vi
que o céu estava bordado de estrelas...
Marejou meus olhos e a saudade
beliscou meu coração...
Ah, Deus, livra-me desta prisão
e vão tormento que faz arder meu peito,
espinhos que não consigo combater...
O tempo passou mas não levou a dor
da minh'alma que chora sentida
nesta noite estrelada onde outrora
eu a contemplava junto com meu amor...
As estrelas permanecem,
a noite vai e volta, o tempo passa,
eu passo, só não passa
a saudade que eu sinto de você...

 

 

Olhei a Noite

Ilze Soares

Olhei a noite e vi
a imensidão do ceu, tal qual negro veludo
bordado de diamantes valiosos, faiscantes...
A lua cheia, maravilhosa, prateada,
passeando bela e brilhante!...
Senti-me tão pequenina diante dessa grandeza!
Obrigada, Senhor, por tanta beleza,
que daqui deste cantinho, admiro encantada!

 

 

AMOR AO ANOITECER

Marcial Salaverry

O amor começa a se aquecer,
com a chegada do anoitecer...
A noite sempre inspira os amantes...
Faz nascer os mais loucos desejos,
apenas saciados com ardentes beijos,
com os mais loucos carinhos...
Como são lindos os caminhos
que conduzem ao prazer...
Chegam a fazer endoidecer...
O anoitecer inspira-nos para amar...

 

 

OLHEI A NOITE...

Uma quase inacreditável lua cheia
boiava na escuridão do céu, por entre
nuvens brancas, esparsas e efêmeras,
reinando soberana! Senti o mistério de
cada estrela, que somente distante de tanto
esplendor, conseguia brilhar, tal o fulgor
que as ofuscava. Ouvi o segredo que a
brisa murmurou aos meus ouvidos e dos
perfumes noturnos exalados de flores
invisíveis, fiquei impregnada... Busquei,
na imensidão do universo, um traço que
fosse, do teu rosto, mas nada vi e então
percebi que não precisava, pois desde o
céu, onde lua e estrelas brilhavam, até o
perfume que me impregnava, havia um
traço teu, uma lembrança tua, porque mais
de uma vez, foram testemunhas cúmplices
das nossas noites de amor ardente, tornando
tudo ainda mais romântico do que poderia ser...
E que hoje, jaz apenas na saudade que sinto,
ao olhar para a lua cheia e brilhante, que no
céu, guarda nossos segredos, em seu brilho,
E de mim, o segredo do amor eternizado, pois
enquanto me esquecias, mais eu te amava,
E só dentro de mim, te encontro...

Arianne Evans

 

 

QUANDO O DIA SE VAI

Ary Franco

Resta-me apenas o luar a me consolar.
Por ela, dia-após-após-dia, quedo a esperar.
Sempre que a primeira estrela aparece,
renovo a esperança, na súplica de uma prece.
Por companhia, apenas o silêncio quebrado
pelo bater de meu coração descompassado.
Quem sabe, qualquer noite destas enluarada,
venha ela minhas lágrimas amargas enxugar;
minha solidão fique de uma vez terminada
e, sufocando-a em meus beijos, volte a amar!

 

 

OLHEI A NOITE...

Cel (Cecília Carvalho)

Olhei a noite e vi
muitas estrelas brincando no céu
um sorriso brotou em minha boca
ao ver as nuvens cobrindo-as com um véu ...
Olhei a noite e me encantei
ao ver a lua tão linda e brilhante
boba apaixonada me enamorei
com toda aquela beleza exuberante ...
Olhei a noite e sonhei
acordada lembrei dos meus sonhos passados
sonhei com um amor que jamais encontrei...
Olhei a noite e percebi
que não era lua nem estrela
apenas uma mulher que gostaria de te-las ...

 

 

Olhei a noite

Ciducha


Ela chega assim...
Sorrateira, de mansinho...,
E me trouxe uma angústia sem fim!

Queria ter os teus carinhos,
ouvir teus suspiros,
curtir teus afagos,
e te sentir comigo,
em mim!

A noite...
Ela chega assim...
Dissimulada, devagarzinho...

Mas, sabendo que tu não vens,
a saudade toma conta de mim,
e me entristece tanto!

Queria me afogar nos teus beijos,
Te abraçar com força,
e me envolver no teu corpo,
no teu cheiro, no teu gosto...
na tua presença perfumada!
E ficar assim,
como flores abraçadas num jardim!

Na noite...
que chega assim...
Lenta e suavemente...
displicente...
sonâmbula como eu,
insone como meu sonho!

 

 

Olhei A Noite

faffi

Olhei a noite, vi a lua caminhando
sem pressa de chegar do outro lado do mundo.
Vi as estrelas piscando, e se escondendo entre as nuvens
que passavam mais negras que a noite.
No céu iluminado só com o clarão da lua,
vi seu rosto aparecendo e desaparecendo
assim como as estrelas.
Tive vontade de esticar as mãos,
para ver se conseguia te acariciar.
Não, não dava, você estava muito além
do meu alcance.
Foi ai que chorei, e me perdi da lua,
e me perdi das estrela, só deixando você
no meu pensamento até o dia clarear.

 

 

OLHEI A NOITE...

E vi
Seu rosto desenhado
Por entre as estrelas
Feito tela de fundo
Sorrindo pra mim
Abri então
Os meus braços
Num delicioso
E envolvente abraço
Que senti tão real
Sua doce imagem
Que sua alma perfumada
A minha beijou

Nicola Araújo

 

 

Olhei a noite

Graça Ribeiro

A lua cheia avermelhava a noite
e no secreto que habita meu ser
agradeci ao criador a presença
de tanta beleza suspensa no ar
fazendo a poesia falar
em silêncio...

 

 

OLHEI A NOITE...

Olhei em seus olhos
Brilhantes iguais as estrelas
Ali pertos de mim agora
Provocando-me com sua beleza
Inebriando-me com seu cheiro de rosa...
A opacidade lauta a volve-nos
As almas confidentes e apaixonadas
Beijando-se com tenra pureza
Dos amantes felizes e amados...

Luiz Gonzaga Bezerra

 

 


OLHEI A NOITE...

Maria Thereza Neves

Vaguei nas sobras caladas
não vi mais estrelas
nem você e a lua ...
Escutei nossa melodia ,
bateu forte a saudade ...
Entre uma nota ,um doce acorde ,
um verso e uma poesia...
esperei o sol renascer...

30/06/2010

 

 

AMAR- TE AO ANOITECER

Vera Hernandez

(GAMINE)

Ao anoitecer, gostaria de contigo estar.
Amar-te, beijar-te, acariciar-te, ter-te entre meus braços.
Quando a luz do céu escurecer, não importa querido,
estarei nos braços teus.
Mas se isso não acontecer, no infinito irei de ter.
Pois quero apenas adorar-te!
Deus, quem sabe um dia, fará nos céus te encontrar.
A alegria da terra jamais irá fenecer...
Pois adorando-nos sempre estaremos.
Não importa nada...
Descrenças...
Fofocas...
Coisas sem fundamentos...
Que não valem ser ditas...
Pois...
Quero apenas te adorar!
Te espero,
hoje,
amanhã,
para sempre, pela eternidade.
Beijos, vida minha!
Te amo, adoro e venero!
És minha mais completa e total loucura!
És meu amor...
Meu céu...
Meu sol...
Meu mundo...
Coisa cristalina...
Paz do meu amor...
Querido, tão querido és tu meu menino!
Beijos apaixonados!
Te adoro!
Sempre tua...

Vera Hernandez

(GAMINE)

 



OLHEI A NOITE

José Ernesto Ferraresso

Olhei,
Admirei,
e a mudança realizou.
Surgiram estrelas que pairavam no ar.
Algumas cintilantes e outras apagadas,
mas cada uma em seu lugar.
Mistérios pairavam no ar,
contrastes que me faziam imaginar.
A noite é triste, escura e melancólica,
Mostra mistérios e até formam imagens nebulosas.
Naquela magia numa noite misteriosa.
um momento acontece, e até estrelas mudam de lugar.
Porém a noite mesmo escura têm as estrelas para brilhar.
Ah! Se eu pudesse um dia sobre elas caminhar!

Serra Negra

 

 



OLHEI A NOITE

Beki Bassan

De repente olho o céu
e percebo uma lua linda brilhando,
com estrelas salpicando.
Parei por alguns minutos,
e logo veio a vontade de andar
ao lado do meu amor na areia da praia.
Como é gostoso sentir-se acompanhada
e poder desfrutar uma noite de amor,
acompanhada de carícias e desejos saciados.
O que posso querer mais?
Agradecer estes momentos vividos,
e quem sabe viver novamente
outra noite de intensa magia.

 

 

OLHEI A NOITE

Mifori

Olhei a noite e vi
que esta maravilha do universo,
cantada pelos poetas,
quer em prosa ou em verso,
mesmo que caiam cometas
não atinge um coração disperso.

Olhei a noite e vi
Que o convite para amar, exibido,
por este céu límpido e azul
de estrelas bem-agradecido,
trazendo a beleza da Cruzeiro do Sul,
não atinge um coração aturdido.

Olhei a noite e vi
Estrelas chorando por alguém
que não sente, não vê, não sorri,
sob o belo luar que tem.
O amor que sinto, senti e vivi,
não atinge um coração que se abstém.
Porque olhando a noite se vê:
A grandeza do Criador!
Sente-se:
Que tudo tem sabor, brilho e cor.
Percebe-se:
O que vem de Deus é fruto do Amor!

(SJC: 05/07/2010 – 1h)

 

 

Olhei a noite...

BellVil

Meus pensamentos se perderam
entre as estrelas
Procurei entre elas aquela,
em que meus segredos confiava
Percebi só então,
o quanto feliz estava em reve-las
Não olhava para elas
a tanto tempo, que esquecera
o quanto cada uma brilhava
Uma lágrima senti que pelo rosto
escorregava
Era a saudade do tempo,
em que com uma delas...
tanto eu, conversava !!

Santos

 

 

OLHEI A NOITE

Clara da Costa
O sol se pôs,
a lua chega, a noite se ilumina
o mar na sua grandeza,brilha,
um coração apaixonado chora.

Olhei a noite,
na sua sutil cumplicidade,
a lua é testemunha
de uma saudade,
de uma melancolia,
e...de uma lágrima
que sorrateira cai,
pela face do poeta.

 

 

OLHEI A NOITE

Itana Goulart


Procurei-te na escuridão
da minha pobre ilusão
Vaguei por noites a fio
sem preocupar-me com o frio
que sem dó minh'alma congelava
e como navalha meu corpo cortava...

Olhei a noite se despedir
Caminhei sem ter aonde ir
Examinei a minha escuridão
Ouvi ecos que vinham do meu coração
clamando e teu nome gritando
No véu negro da noite, acabei acordando...

RJ,06/07/2010

 

 

Ontem

Ontem,
Enquanto te beijava
E te afagava os seios,
Embalei-me em doces devaneios,
Ao sentir exalar de ti, o amor.
E continuei com minha boca na tua,
Respirando os sentimentos teus;
Teu peito arfando, a espádua nua,
Levaram-me a contemplar os céus;
E vi,
Que teus olhos brilhavam mais do que as estrelas;
E os meus, já nem pousavam nelas,
Para ficarem mirados em ti.
Foi quando então querida me olhaste,
Fazendo de mim,
Dos homens o mais forte,
E com olhar terno e apaixonado,
Disseste, entregando-me todo teu porte:
“Sou tua, meu amado!”

Ivan Jubert Guimarães

05/08/1969

 

 


SOB O OLHAR DA NOITE

Maria de Fatima Delfina de Moraes

A noite reflete a beleza da lua
cintilando prata, esta lua cheia
traz ao meu vestido multicor de mar...
À noite o perfume
tem cheiro de incenso de dama da noite,
o vento suave nos convida à amar.
Encontro marcado a caminho da areia,
barulho das ondas que cantam canções
que embalam sereias, sob o olhar da noite,
vamos passear!

copyright 2010

 

 

Yasmin

Estava sentado a beira de um riacho
Veio uma brisa maliciosa e cheirosa
junto com a Lua se esfregaram em mim
Foi quando me lembrei de você
A anjinha com cheirinho de jasmim
E olhinhos de céu de noite estrelada

Quando olhava para a serra
Tão bela!

Sempre arisca e sapeca
Segurava o vestidinho na prosa
Quando brincava nas danças de roda
Bem em baixo dessa noite enluarada

Rogaria se a natureza me permitisse
uns segundo e em forma de acalanto
Pediria a Lua esse alento
Que deslizasse nas águas até as minhas mãos
Como num encantamento

Permitisse por um curto e mágico momento
Dá-la nessa noite mesmo que por breve tempo
A hoje, mocinha Yasmin

Marcos Milhazes***

 

 

OLHEI A NOITE

Rute Seubert

Como doi sentir a noite chegar...
Ver se fechando em nevoa escura.
Mesmo assim ali te busco sem nada encontrar.
Sei que parece loucura.
Mas foi quando olhei a noite se fechar...
E não vi você voltar.
As estrelas perderam o brilho?
Aonde você esta? como louca sai a procurar.
Só ai me dei conta, que na chegada da noite
fostes para nunca mais voltar.
Queria eu poder só uma vez mais.
Aconchegar-te em meu peito, sentir teu abraço.
Ouvir tua voz sonora e bela a dizer-me te amo.

Itajaí-SC 06/07/201- 21 hrs.

 

 

Olhei a noite....

A noite chegou trazendo saudade
Com sua calma e uma fragrância peculiar
A melancolia sorrateiramente me invade
Com uma vontade louca de lhe amar...

Noite de lua cheia,quanto encanto!
As estrelas iluminam o meu espaço
Delicada me envolve em seu manto
Eu aqui choro,quero o seu abraço...

Olhei mais uma vez a noite
A solidão aumenta a ansiedade
Dias e noites são como açoite!
Ficar sem você é uma crueldade...

Sandra Galanter

 

 

Olhei a Noite


Olhei a noite e vi a imensidão do firmamento,
Vi estrelas, planetas e meteoritos!
Sempre achei que à noite o céu fica mais bonito
Nesse mundo misterioso e infinito.
Vi a grandeza de Deus!
O giro dos planetas em suas órbitas.
Admirei a beleza dos Céus
E senti humilde a minha pequenez,
E vi quão ínfimo eu sou
Diante da punjança de Deus
Que a tudo isso criou.
Mas também me senti um gigante,
Um privilegiado em ser uma criatura divina,
Que nasceu em um momento brilhante
Para viver livre, alegre e sem temor
Guardando no peito muito amor.
Sentindo-me seguro à Destra de Deus.
Pois sou um dos queridos Seus
Livre de prisões e açoites.
Vi tudo isso meditando muito
Quando olhei o infinito
Quando olhei o céu iluminado
Quando olhei a linda noite!

Wilton Almeida Reis

Vitória da Conquista, 06.07.2010

 

 


OLHEI A NOITE

Olhei a noite e o que vi?
eu vi lua e estrelas.
No meu silêncio contido
egoísta, eu quis tê-las.
Eu quis ter a noite
tão formosa e tão bela,
e a ti ofertaria,
toda a beleza dela.
Quis o céu formoso e lindo,
salpicado de constelações,
sob esse céu tão belo
cantar-te-ia canções.
Quis ter a lua prateada
que no infinito flutua,
para dar-te, minha amada,
és tão bela quanto a lua.
Quis ter todas as estrelas,
todas para te ofertar;
O brilho de todas juntas,
não superam teu olhar.


Valdir Barreto Ramos

www.ramos.prosaeverso.net

http://www.avspe.eti.br

http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=3203

 

 

Olhei a noite

Hilda Rosa

Olhei a noite...
me vi ao teu lado...
contavamos estrelas...
rabiscavamos o céu.
Foram tantas noites de sonhos...
sonhos azul marinho...
colorido como o céu
de uma noite estrelada.
Só viamos nossos sonhos...
A noite nossa companheira,
quando na janela do tempo...
só a tinhamos a nos olhar
e o nosso amor namorar.

07/07/2010-Teresópolis RJ

 

 



Olhei a noite

Olhei a noite
O céu salpicado de
Estrelas
A lua bela, tão linda
Clareando todos os caminhos
Tão bela, mas tão só
Olhei a noite
E disse à lua: Onde está
O seu sol?
Suave brisa veio tocar
Meu rosto como um carinho
De uma resposta
E ela ali, a brilhar, não
Cansa, vive por esperar
Olhei a noite, o silêncio
Da cidade que se aquieta
Viajei em pensamentos
Fiz um leve carinho
Em seu rosto que vejo
Adormecido
Abri os olhos, olhei a noite
Aqui como companhia, só
Mesmo a lua
E as estrelas

Autoria:Regina Silveira

Uberaba/MG

 

 


OLHEI A NOITE

Magali Madeira

Olhei a noite clara,
luar e estrelas como sempre
a me encantar.
Não me contive e chorei
de saudade de alguém que
de algum outro lugar,
também deve estar olhando
esta linda noite enluarada.

 

 


OLHEI A NOITE

Luíza Benício

Daqui da janela, aceitando a sugestão da “ciranda”
Olhei a noite!
A rua estava calma, sem movimento de trânsito.
E crianças brincavam alegres!
Ainda há os que estão soltando fogos
Gastando-os pois, na certeza da vitória do Brasil
Abasteceram-se!
Não está chovendo hoje, e o tempo está fresquinho!
Alguns vizinhos aproveitam com cadeiras nas calçadas!
Parece festa! E é... ainda festejam o aniversário de
Jura (diminutivo de Juraci) que é a outra vovó
Das minhas netas!
Minha rua é muito calma, e já foi muito mais...
Agora, têm aparecido ladrões... e já
Não se tem mais, a alegria da segurança e da Paz!
Boa Noite!

 

 

 

Adaptado por Mara Pontes

 

.~.~.VOLTAR.~.~.