MARIA ALGUÉM

Ilze Soares

Sou Maria Alguém
que não é de ninguém
Apenas uma mulher que luta, batalha,
como qualquer outra nestes País!

Extravaso sentimentos através da poesia,
onde falo de amores, dores, muita alegria.
Sou uma mulher realizada e feliz,
que conquistou quase tudo que quis.

Por tudo isso, sou Maria Alguém
que não é de ninguém,
Apenas aquela a quem Deus
muito deu!

 




Menina Maria

António Barroso (Tiago)

Menina, doce menina,
Menina tão pequenina
Que tens por nome Maria,
O andrajo que te cobre
Tapa uma menina pobre
Mas rica de simpatia.

Teu rosto sujo, moreno,
Tem um olhar tão sereno
Como luz que vem dos céus,
E na cabeça, desgrenhada,
Há sempre uma mão pousada,
A mão bendita de Deus.

Mendigas côdeas de pão
Como se fosse a oração
Que aprendes no dia a dia,
Passas por aqui, por além,
Para alguns, não és ninguém,
És, simplesmente, Maria.

Parede - Portugal

 

 
 
 

Imagem Josefine Wall

Wav: Raça Negra Maravilha