Sol Poente
 
Na hora do sol se por,
Quando  luzes de toda cor
Envolvem a natureza,
O ceu derrama suas bênçãos
Em sons de banjos
Misturados ao perfume de jasmins...
E passam tocando o coração
As asas suaves de anjos
E ilustres querubins.
 
 
 
(Ilze Soares)